Declaration of input sources in scientific research: should this practice be incorporated to organizational information management?

Declaration of input sources in scientific research: should this practice be incorporated to organizational information management?

Título alternativo Declaração de fontes de insumo da pesquisa científica: esta prática deve ser incorporada à gestão da informação organizacional?
Autor De Sordi, José Osvaldo Google Scholar
Meireles, Manuel Google Scholar
Cirani, Cláudia Brito Silva Google Scholar
Azevedo, Marcia Carvalho de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição FACCAMP
UNINOVE
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This research studies the declaration of input sources for research in scientific communications, more specifically, whether this practice of the academy may be considered a good example to be followed by organizations. Seven hypotheses address two dimensions of input sources: origin (primary or secondary) and nature (data or information). It appears that the declaration of research inputs in the academy is problematic, mostly incomplete or inaccurate. This does not reduce the importance of this practice; it simply indicates that the academy should not be considered a privileged space, with wide dominance and practice excellence. Nevertheless, the information environment of organizations can learn and benefit from the experience of the scientific academy. From the analyses of the research sample, a set of procedures has been developed, which allowed organizational analysts and researchers to elaborate a complete and accurate analysis of the input sources to be declared in organizational or scientific communication.

Esta pesquisa estuda a declaração de fontes de insumo da pesquisa científica, mais especificamente, se esta prática acadêmica pode ser considerada um bom exemplo a ser seguido pelas organizações. Sete hipóteses abordam duas dimensões associadas a fontes de informação: origem (primária ou secundária) e natureza (dado ou informação). Observou-se que as declarações de fontes da pesquisa acadêmicas são problemáticas, a maioria feita de forma incompleta ou imprecisa. Isto não reduz a importância da prática, simplesmente indica que a academia não deve ser considerada como um espaço privilegiado, com amplo domínio e excelência na prática. No entanto, o ambiente de informação organizacional pode aprender e beneficiar-se da experiência da academia científica. A partir da análise de textos da academia, um conjunto de procedimentos foi desenvolvido, com o propósito de auxiliar pesquisadores e analistas organizacionais a elaborarem análise completa e precisa das fontes de informação declaradas, seja na comunicação científica ou organizacional.
Palavra-chave Primary source
Secondary source
Research source
Scientific communication
Fonte primária
Fonte secundária
Fonte de pesquisa
Comunicação científica
Idioma Inglês
Data de publicação 2013-06-01
Publicado em Perspectivas em Ciência da Informação. Escola de Ciência da Informação da UFMG, v. 18, n. 2, p. 17-38, 2013.
ISSN 1413-9936 (Sherpa/Romeo)
Publicador Escola de Ciência da Informação da UFMG
Extensão 17-38
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-99362013000200003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-99362013000200003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7769

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-99362013000200003.pdf
Tamanho: 224.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta