Papel da ranitidina como meio de aprimorar a qualidade do exame de colangiopancreatografia por ressonância magnética

Papel da ranitidina como meio de aprimorar a qualidade do exame de colangiopancreatografia por ressonância magnética

Título alternativo The role of ranitidine in the enhancement of imaging quality in magnetic resonance cholangiopancreatography
Autor Torres, Lucas Rios Autor UNIFESP Google Scholar
Bretas, Elisa Almeida Sathler Autor UNIFESP Google Scholar
Sauaia Filho, Galvani Ascar Autor UNIFESP Google Scholar
Soares, Adriano Fleury de Faria Autor UNIFESP Google Scholar
D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To assess the impact of oral ranitidine on the imaging quality in magnetic resonance cholangiopancreatography (MRCP). MATERIALS AND METHODS: Thirty-two patients underwent MRCP with 3D and 2D acquisitions, and three strategies for suppression of the gastrointestinal fluid signal: a) only at fasting; b) 12 hours after ingestion of 300 mg ranitidine; c) after oral administration of gadolinium solution. Three observers reviewed the images with a focus on the degree of visualization of the biliopancreatic tree. The interobserver agreement was evaluated with the kappa test. The difference between techniques and acquisition modalities were evaluated by means of average grading scores. RESULTS: The three strategies for suppression of the gastrointestinal fluid signal presented high reproducibility. The results with suppression of the gastrointestinal fluid signal with ranitidine where similar to those obtained with fasting, and both were worse than those obtained with gadolinium solution. The 3D acquisitions surpassed 2D only in terms of visibility of the cystic duct and gallbladder, and were inferior or equivalent in the other biliopancreatic ductal segments. CONCLUSION: The use of ranitidine does not seem justified in the evaluation of the biliopancreatic tree at MRCP, since 2D MRCP with fasting allows the visualization of ductal structures with high quality and reproducibility in the majority of cases.

OBJETIVO: Avaliar o impacto da ranitidina por via oral na qualidade do exame de colangiopancreatografia por ressonância magnética (CPRM). MATERIAIS E MÉTODOS: Trinta e dois pacientes realizaram CPRM com aquisições 3D e 2D, com três estratégias de supressão do sinal líquido gastrintestinal: a) apenas em jejum; b) 12 horas após ingerir 300 mg de ranitidina; c) após a ingestão de solução de gadolínio. Três observadores avaliaram os estudos, atentos para o grau de visualização da árvore biliopancreática. Foi medida a concordância interobservador com o teste kappa. A diferença entre técnicas e formas de aquisição foi avaliada pela média da soma dos escores de graduação. RESULTADOS: As três estratégias de supressão do sinal líquido gastrintestinal apresentaram elevada reprodutibilidade. A supressão do sinal líquido gastrintestinal com a ranitidina foi semelhante ao jejum e ambas foram piores do que a solução de gadolínio. As aquisições 3D superaram a 2D apenas na visualização do ducto cístico e da vesícula biliar, sendo inferior ou equivalente nos demais segmentos ductais biliopancreáticos. CONCLUSÃO: O uso da ranitidina não parece justificado para aprimorar a avaliação da árvore biliopancreática em exames de CPRM. A CPRM 2D apenas em jejum permite a visualização ductal com elevada qualidade e reprodutibilidade na maioria dos casos.
Palavra-chave Ranitidine
Diagnostic use
Magnetic resonance cholangiopancreatography
Contrast media
Bile ducts
Pancreatic ducts
Ranitidina
Uso diagnóstico
Colangiopancreatografia por ressonância magnética
Meios de contraste
Ductos biliares
Ductos pancreáticos
Idioma Português
Data de publicação 2013-04-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 46, n. 2, p. 75-82, 2013.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 75-82
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842013000200010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842013000200010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7730

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842013000200010.pdf
Tamanho: 385.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta