EVALUATION OF THE ULTRASTRUCTURE OF THE SMALL INTESTINE OF HIV INFECTED CHILDREN BY TRANSMISSION AND SCANNING ELECTRONIC MICROSCOPY

EVALUATION OF THE ULTRASTRUCTURE OF THE SMALL INTESTINE OF HIV INFECTED CHILDREN BY TRANSMISSION AND SCANNING ELECTRONIC MICROSCOPY

Autor Leite, Christiane Araujo Chaves Google Scholar
Fagundes-neto, Ulysses Google Scholar
Freymüller-Haapalainen, Edna Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal do Ceara Pediatrics
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Objectives To describe HIV children's small intestinal ultrastructural findings. Methods Descriptive, observational study of small intestine biopsies performed between August 1994 and May 1995 at São Paulo, SP, Brazil. This material pertained to 11 HIV infected children and was stored in a laboratory in paraffin blocks. Scanning and transmission electronic microscopy were used to view those intestine samples and ultrastructural findings were described by analyzing digitalized photos of this material. Ethical Committee approval was obtained. Results In most samples scanning microscopy showed various degrees of shortening and decreasing number of microvilli and also completes effacements in some areas. Derangement of the enterocytes was seen frequently and sometimes cells well defined borders limits seemed to be loosened. In some areas a mucous-fibrin like membrane with variable thickness and extension appeared to partially or totally coat the epithelial surface. Fat drops were present in the intestinal lumen in various samples and a bacterium morphologically resembling bacilli was seen in two occasions. Scanning microscopy confirmed transmission microscopy microvilli findings and also showed little “tufts” of those structures. In addition, it showed an increased number of vacuoles and multivesicular bodies inside various enterocytes, an increased presence of intraepithelial lymphocytes, mitochondrial vacuolization and basement membrane enlargement in the majority of samples analyzed. However, some samples exhibited normal aspect. Conclusions Our study showed the common occurrence of various important intestinal ultrastructural alterations with variable degrees among HIV infected children, some of them in our knowledge not described before.

Objetivos Descrever achados ultra-estruturais do intestino delgado de crianças infectadas pelo HIV. Métodos Estudo descritivo, observacional de biopsias do intestino delgado, realizada entre agosto de 1994 e maio de 1995 em São Paulo - Brasil. Este material pertencia a 11 crianças infectadas pelo HIV e foi armazenado em um laboratório em blocos de parafina. As amostras de intestino delgado foram analisadas por microscopia eletrônica de transmissão e de varredura e achados os achados ultra-estruturais foram descritos por meio da análise de fotos digitalizadas desse material. Foi obtida aprovação pelo Comitê de Ética. Resultados Na maioria das amostras a microscopia de varredura mostrou vários graus de encurtamento e diminuição do número das microvilosidades e até o completo apagamento dessas estruturas em algumas áreas. O desarranjo dos enterócitos foi visto com freqüência e, por vezes, os limites celulares estavam imprecisos. Em algumas áreas uma membrana fibrino-mucosa com espessura e extensão variáveis aparentava revestir parcial ou totalmente a superfície epitelial. Gotas de gordura no lúmen intestinal estavam presentes em várias amostras e bactérias morfologicamente semelhantes a bacilos foram observadas em duas amostras. A microscopia eletrônica de varredura confirmou as observações constatadas nas microvilosidades através da microscopia de transmissão e também mostrou pequenos “tufos” dessas estruturas. Além disso, mostrou aumento do número de vacúolos e de formações multivesiculares dentro de vários enterócitos, aumento da presença de linfócitos intraepiteliais, vacuolização mitocondrial e alargamento da membrana basal na maioria das amostras analisadas. No entanto, algumas amostras apresentavam-se com aspecto normal. Conclusões Nosso estudo mostrou a ocorrência comum de várias alterações ultra-estruturais intestinais importantes e de intensidade variável entre crianças infectadas pelo HIV, algumas delas, ao nosso conhecimento, não descritas anteriormente.
Assunto Microscopy, electron
HIV
Intestine, small
Child
Microscopia eletronica
HIV
Intestino delgado
Crianca
Idioma Inglês
Data 2013-03-01
Publicado em Arquivos de Gastroenterologia. Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED, v. 50, n. 1, p. 70-77, 2013.
ISSN 0004-2803 (Sherpa/Romeo)
Editor Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia - IBEPEGE Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva - CBCD Sociedade Brasileira de Motilidade Digestiva - SBMD Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBGSociedade Brasileira de Hepatologia - SBHSociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva - SOBED
Extensão 70-77
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-28032013000100013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-28032013000100070 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7658

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-28032013000100070.pdf
Tamanho: 6.395Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)