Estratégia saúde da família e saúde do trabalhador: um diálogo possível?

Estratégia saúde da família e saúde do trabalhador: um diálogo possível?

Título alternativo Family health strategy and workers' health: is a dialogue possible?
Estrategia salud de la familia y salud del trabajador: ¿un dialogo posible?
Autor Lacaz, Francisco Antonio de Castro Autor UNIFESP Google Scholar
Trapé, Andrea Google Scholar
Soares, Cássia Baldini Google Scholar
Santos, Ana Paula Lopes dos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Unidade Básica de Saúde Jardim Boa Vista
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal Fluminense Departamento de Psicologia
Resumo This paper reflects on the omission of practices aimed at workers' healthcare issues within the scope of the Family Health Strategy (FHS) and proposes inclusion of such practices. It takes the view that the changes to the physiciancentered care model require a new approach that incorporates analysis of the elements of production, circulation and consumption of goods. This approach is based on the theory of social determination of the health-illness process and on the categories of work and social reproduction. It proposes that incorporation of the topic of workers' health in the FHS should be accomplished through putting into operation an instrument that surveys and analyzes variables and indicators of social reproduction; through a matrix support system that integrates workers' health reference centers with primary healthcare units; and through continuing education for the FHS teams regarding workers' health issues.

Este ensayo tiene por objetivos reflexionar acerca de la omisión de prácticas relacionadas a la salud del trabajador en el ámbito de la actuación de la Estrategia Salud de La Familia (ESF) y proponer la inclusión de tales prácticas. Se fundamenta en la teoría de la determinación social del proceso salud-enfermedad y en las categorías de trabajo y reproducción social. Se propone que la incorporación de la salud del trabajador en la ESF sea realizada por medios operacionales de: un instrumento que recopile y analice variables e indicadores de reproducción social; un sistema de apoyo matricial que integre los Centros de Referencia en Salud del Trabajador (ST) com la Unidad Básica de Salud; la capacitación de los equipos de la ESF en contenidos del área de ST.

Reflete-se sobre a omissão de práticas voltadas para a saúde dos trabalhadores no âmbito de atuação da Estratégia Saúde da Família (ESF) e propõe-se a inclusão dessas práticas. Considera-se que a mudança do modelo de atenção médico-centrado exige uma nova abordagem que incorpore a análise de elementos da produção de bens, da circulação e do consumo. Fundamenta-se na teoria da determinação social do processo saúde-doença e nas categorias trabalho e reprodução social. Propõe-se que a incorporação da temática Saúde do Trabalhador (ST) na ESF seja realizada pela operacionalização de: um instrumento que levante e analise variáveis e indicadores de reprodução social; um sistema de apoio matricial que integre os Centros de Referência em ST com as Unidades Básicas de Saúde; educação permanente das equipes da ESF em conteúdos de ST.
Palavra-chave Workers' Health
Family Health Strategy
Primary Health Care
Brazilian Health System
Saúde do trabalhador
Programa Saúde da Família
Estratégia de Saúde da Família
Atenção Primária à Saúde
Sistema Único de Saúde
Idioma Português
Data de publicação 2013-03-01
Publicado em Interface - Comunicação, Saúde, Educação. UNESP, v. 17, n. 44, p. 75-87, 2013.
ISSN 1414-3283 (Sherpa/Romeo)
Publicador UNESP
Extensão 75-87
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832013000100007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1414-32832013000100007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7656

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1414-32832013000100007.pdf
Tamanho: 82.69KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta