Percepção de trabalhadores de enfermagem sobre sexualidade de portadores de transtornos mentais

Percepção de trabalhadores de enfermagem sobre sexualidade de portadores de transtornos mentais

Título alternativo Perception of nursing professionals on sexuality in people with mental disorders
Autor Ziliotto, Gisela Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Marcolan, Joao Fernando Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To identify how nursing professionals perceive sexuality in people with mental disorders. METHODS: This is a quality research study based on the social representation theory. Data were collected through interviews with 7 nurses and 11 nursing assistants using a semistructured questionnaire and two analyses of daily situations. RESULTS: Testimonials revealed that nursing professionals perceived sexuality as sexual orientation, sexual role, or a manifestation disorder. Discipline and surveillance were the techniques used to control sexual behavior in the hospital environment. CONCLUSION: Nursing professionals perceived the sexuality of people with mental disorders according to their own values, taboos, and prejudices, which indicated unpreparedness of nursing professionals concerning the sexuality of individuals receiving care for mental illnesses.

OBJETIVO: Conhecer como trabalhadores de enfermagem percebem a sexualidade do portador de transtorno mental. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa, fundamentada na teoria das Representações Sociais, realizada por meio de entrevistas com sete enfermeiras e 11 auxiliares de enfermagem, utilizando questionário semiestruturado e duas análises de situações diárias. RESULTADOS: Os depoimentos obtidos revelaram que trabalhadores de enfermagem percebiam a sexualidade enquanto orientação sexual, papel sexual ou manifestação do transtorno. Notamos a disciplina e vigilância como formas de controle de sexualidade manifestada em ambiente hospitalar. CONCLUSÃO: Verificou-se que trabalhadores de enfermagem perceberam a sexualidade do portador de transtorno mental de acordo com seus valores, tabus e preconceitos, configurando despreparo dos profissionais frente à sexualidade do sujeito a ser cuidado.
Palavra-chave Nursing
Nursing, practical
Nursing care
Sexuality
Mental health
Enfermagem
Enfermagem prática
Cuidados de enfermagem
Sexualidade
Saúde mental
Idioma Português
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 26, n. 1, p. 86-92, 2013.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86-92
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000100014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000320917800014
SciELO S0103-21002013000100014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7595

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002013000100014-en.pdf
Tamanho: 498.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0103-21002013000100014-pt.pdf
Tamanho: 506.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta