Child abuse: review of the literature

Child abuse: review of the literature

Título alternativo Maus-tratos infantis. Revisão da literatura
Autor Terra, Bernardo Barcellos Google Scholar
Figueiredo, Eduardo Antônio De Google Scholar
Terra, Morena Pretti Espindula De Oliveira Lima Google Scholar
Andreoli, Carlos Vicente Autor UNIFESP Google Scholar
Ejnisman, Benno Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Santa Casa de Misericórdia de Vitória ES (EMESCAM) Medical School
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Brazilian Pediatric Society
Santa Casa de Misericórdia de Vitória ES (EMESCAM) Escola de Medicina
Sociedade de Ombro e Cotovelo
Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo
Sociedade Brasileira de Pediatria
Resumo Non-accidental injuries in children are an important cause of morbidity and mortality in this population. Fractures are the second most common clinical manifestation of child abuse. The fracture of the femur is associated in more than 60% of child abuse in children younger than 3 years. The objective was to review the literature on child abuse in the major databases and report a rare case of bilateral subtrochanteric femur fractures associated with unilaterall humeral fracture in a 28-day newborn. The orthopedic surgeon is often the first physician to evaluate these children, so a high degree of suspicion, and a physical examination and a detailed clinical history is mandatory when evaluating a newborn with musculoskeletal injuries.

Lesões não acidentais em crianças são uma importante causa de morbidade e mortalidade nesta população. Fraturas são a segunda causa mais comum de manifestação clínica de maus tratos. A fratura do fêmur está associada em mais de 60% dos casos a maus tratos em crianças menores de 3 anos. O objetivo do trabalho foi fazer uma revisão da literatura nas principais bases de dados a respeito dos maus-tratos infantis e relatar um caso raro de fratura subtrocantérica bilateral de fêmur associada com fratura umeral unilateral em um recém-nascido de 28 dias. O ortopedista muitas vezes é o primeiro médico a avaliar essas crianças; portanto, um alto grau de suspeição, além de um exame físico minucioso e uma história clínica detalhada, é mandatório ao se avaliar um recém-nascido com lesões musculoesqueléticas.
Palavra-chave Femoral fractures
Humeral fracture
Child abuse
Fratura do fêmur
Fratura do úmero
Maus-tratos infantis
Idioma Inglês
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 48, n. 1, p. 11-16, 2013.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 11-16
Fonte http://dx.doi.org/10.1016/j.rboe.2012.03.001
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162013000100011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7591

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162013000100011.pdf
Tamanho: 3.572MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta