Qualidade de vida de pacientes com acidente vascular cerebral em reabilitação

Qualidade de vida de pacientes com acidente vascular cerebral em reabilitação

Título alternativo Quality of life of patients with stroke rehabilitation
Autor Rangel, Edja Solange Souza Google Scholar
Belasco, Angélica Gonçalves Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Diccini, Solange Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: To evaluate and correlate quality of life and depression of patients in rehabilitation after stoke. METHODS: A transversal study conducted in two rehabilitation services with patients after stroke. Information collected included sociodemographic data, the Medical Outcome Study Short-form 36 - item Health Survey, the Stroke Specific Quality of Life Scale, the Barthel Index and the Beck Depression Inventory. RESULTS: The sample consisted of 139 patients, with a mean age of 59.4 years; 59% were male. The general and specific quality of life scores were compromised. According to the Barthel Index, 49.6% of the patients presented moderate to severe dependency, and 49.7% had depressive symptoms according to the Beck Depression Index; there was no positive correlation between these data and general and specific quality of life. CONCLUSION: General and specific quality of life of patients in rehabilitation, after stroke, presented compromised domains.

OBJETIVOS: Avaliar e correlacionar a qualidade de vida e depressão de pacientes após acidente vascular cerebral em reabilitação. MÉTODOS: Estudo transversal realizado em dois serviços de reabilitação, com pacientes de acidente vascular cerebral. As informações coletadas foram sociodemográficas, o Medical Outcome Study 36 - item short-form health survey, o Stroke Specific Quality of Life Scale, o Índice de Barthel e o Inventário de Depressão de Beck. RESULTADOS: A amostra foi constituída de 139 pacientes, idade média 59,4 anos e 59% eram homens. Houve comprometimento dos escores da qualidade de vida geral e específica. Segundo o Índice de Barthel 49,6% dos pacientes apresentavam dependência moderada a severa e 49,7% tinham sintomas depressivos, conforme Inventário de Depressão de Beck, não havendo correlação positiva entre estes dados e qualidade de vida geral e específica. CONCLUSÃO: A qualidade de vida geral e específica dos pacientes com acidente vascular cerebral, em reabilitação, apresentou domínios comprometidos.
Assunto Quality of life
Stroke
Nursing
Nursing research
Public health nursing
Qualidade de vida
cidente vascular cerebral
Enfermagem
Pesquisa em enfermagem
Enfermagem em saúde pública
Idioma Português
Data 2013-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 26, n. 2, p. 205-212, 2013.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 205-212
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000200016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000320919000016
SciELO S0103-21002013000200016 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7560

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0103-21002013000200016-en.pdf
Tamanho: 512.2Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: S0103-21002013000200016-pt.pdf
Tamanho: 519.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)