Caracterização do desempenho de escolares com e sem dificuldades de leitura em tarefas de decodificação leitora

Caracterização do desempenho de escolares com e sem dificuldades de leitura em tarefas de decodificação leitora

Título alternativo Performance of students with and without reading difficulties on decoding tasks
Autor Nepomuceno, Pablo Felicio Autor UNIFESP Google Scholar
Ávila, Clara Regina Brandão de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To characterize the performance of students with and without reading difficulties in reading decoding tasks to investigate parameters that can facilitate reading assessment. METHODS: Forty-eight school children, from 7 to 10 years old, who attended 2nd to 4th of Elementary Schoolgrades were studied. Based on their teacher's information, the children were divided into two groups: without reading difficulty (WRDG) and with reading difficulty (RDG). Thirty-six linguistic items were selected (words and pseudowords) and presented whole or segmented (letters and syllables) to assess the children's reading. The data were compared and statistically analyzed by Mann-Whitney and Friedman Tests. The hits, as well as sensitivity and specificity, were calculated. RESULTS: WRDG had a better performance than RDG in all the tasks except whole pseudowords recognition. WRDG performed similarly in all the tasks. The RDG had more difficulty in reading pseudowords, particularly when presented syllable-by-syllable and letter-by-letter. Thirty-two point five proved to be a sensitive turning point: most of the children who decoded and read at least 32 items had been considered adequate by their teachers whereas most of those who did not had been classified by their teachers as having academic difficulty. CONCLUSION: The WRDG performance in decoding reading was homogeneous and better than that of the RDG. The RDG performed worse on reading segmented items, particulary on pseudowords.

OBJETIVO: Caracterizar o desempenho de escolares com e sem dificuldade de leitura em tarefas de decodificação leitora para investigar parâmetros que possam auxiliar a avaliação da leitura. MÉTODO: Participaram 48 estudantes com idade entre 07 e 10 anos, matriculados do segundo ao quarto ano do Ensino Fundamental. A partir da indicação dos professores, os escolares foram agrupados em: grupo sem dificuldade de leitura (GSD) e grupo com dificuldade de leitura (GCD). Trinta e seis itens linguísticos foram selecionados (palavras e pseudopalavras) e apresentados inteiros, ou segmentados em sílabas e letras, para avaliar a leitura dos escolares. Os acertos foram computados. Os grupos foram comparados pelos testes de Mann-Whitney e Friedman. Sensibilidade e Especificidade foram calculadas. RESULTADOS: O desempenho do GSD foi superior ao do GCD em todas as tarefas de reconhecimento dos itens, exceto no reconhecimento de pseudopalavras inteiras. O desempenho do GSD em todas as tarefas de reconhecimento foi uniforme. O GCD acertou menos no reconhecimento de pseudopalavras principalmente quando apresentadas de forma segmentada. Grande parte dos escolares que decodificaram e leram corretamente até 32 itens era do GSD, enquanto a maioria dos que não alcançaram esse resultado era do GCD. Esse valor (32,5) foi considerado o melhor ponto de corte para definir o desempenho dos escolares nas tarefas de decodificação. CONCLUSÃO: O desempenho do GSD foi uniforme e superior ao do GCD, em tarefas de decodificação leitora. O GCD apresentou pior desempenho na leitura dos itens segmentados, principalmente das pseudopalavras.
Palavra-chave Language
Speech, Language and Hearing Sciences
Language arts
Language development
Reading
Learning
Underachievement
Linguagem
Fonoaudiologia
Estudos de linguagem
Desenvolvimento da linguagem
Leitura
Aprendizagem
Baixo rendimento escolar
Idioma Português
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em CoDAS. Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 25, n. 4, p. 330-336, 2013.
ISSN 2317-1782 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Extensão 330-336
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2317-17822013005000003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2317-17822013000400006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7552

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2317-17822013000400006.pdf
Tamanho: 147.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta