Infecção ou colonização por micro-organismos resistentes: identificação de preditores

Infecção ou colonização por micro-organismos resistentes: identificação de preditores

Título alternativo Infection or colonization with resistant microorganisms: identification of predictors
Autor Moraes, Graciana Maria de Google Scholar
Cohrs, Frederico Molina Autor UNIFESP Google Scholar
Batista, Ruth Ester Assayag Autor UNIFESP Google Scholar
Grinbaum, Renato Satovschi Google Scholar
Instituição Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Identifying predictors of infection or colonization with resistant microorganisms. METHODS: A quantitative study of prospective cohort was carried out. A descriptive analysis was performed in order to know the population of the study and a discriminant analysis was performed to identify the predictors. RESULTS: In this study were included 85 patients with infections caused by resistant microorganisms: carbapenem-resistant Pseudomonas aeruginosas (24.7%); carbapenem-resistant Acinetobacter (21.2%); methicillin-resistant Staphylococcus aureus (25.9%), vancomycin-resistant Enterococcus spp (17.6%) and carbapenem-resistant Klebsiella pneumonia (10.6%). The discriminant analysis identified transfers from other hospitals and hospitalization in intensive care unit as predictors for the occurrence of infections by the following groups: S. aureus resistant to methicillin, Acinetobacter resistant to carbapenems and K. pneumoniae resistant to carbapenems. None of the studied variables was discriminant for vancomycin-resistant Enterococcus spp. and carbapenem-resistant P. aeruginosas.

OBJETIVO: Identificar os fatores preditores de infecção ou colonização por micro-organismos resistentes. MÉTODOS: Foi realizado estudo quantitativo de coorte prospectivo. Foram realizadas a análise descritiva, para conhecimento da população do estudo, e a análise discriminante, para identificação dos fatores preditores. RESULTADOS: Foram incluídos 85 pacientes com infecções por micro-organismos resistentes: Pseudomonas aeruginosas resistente aos carbapenêmicos (24,7%), Acinetobacter resistente aos carbapenêmicos (21,2%), Staphylococcus aureus resistente à meticilina (25,9%), Enterococcus spp. resistente à vancomicina (17,6%) e Klebsiella pneumoniae resistente aos carbapenêmicos (10,6%). A análise discriminante identificou transferências de outros hospitais e internação na Unidade de Terapia Intensiva como fatores preditores para ocorrência de infecção pelos grupos S. aureus resistente à meticilina, Acinetobacter resistente aos carbapenêmicos e K. pneumoniae resistente aos carbapenêmicos. Nenhuma das variáveis estudadas foi discriminante para Enterococcus spp. resistente à vancomicina e P. aeruginosas resistente aos carbapenêmico. CONCLUSÃO: Os fatores preditores encontrados foram: internação na UTI e a transferências de outros hospitais.
Palavra-chave Nursing assessment
Nursing research
Infection
Risk factors
Forecasting
Avaliação em enfermagem
Pesquisa em enfermagem
Infecção
Fatores de risco
Previsões
Idioma Português
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 26, n. 2, p. 185-191, 2013.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 185-191
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000200013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000320919000013
SciELO S0103-21002013000200013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7550

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002013000200013-en.pdf
Tamanho: 510.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0103-21002013000200013-pt.pdf
Tamanho: 513.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta