Capacidade funcional e a gravidade do trauma em idosos

Capacidade funcional e a gravidade do trauma em idosos

Título alternativo Functional capacity and severity of trauma in the elderly
Autor Maeshiro, Flávia Lie Autor UNIFESP Google Scholar
Lopes, Maria Carolina Barbosa Teixeira Autor UNIFESP Google Scholar
Okuno, Meiry Fernanda Pinto Autor UNIFESP Google Scholar
Camapanharo, Cássia Regina Vancini Autor UNIFESP Google Scholar
Batista, Ruth Ester Assayag Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Correlate functional capacity in elderly people with the severity of the trauma and compare it before and after the trauma. METHODS: Prospective observational study conducted in an emergency department, comprised of 55 elderly people, age 60 and over, of both sexes, who suffered trauma. The incapacity of patients with functional limitations of various origins was assessed. The research instruments applied at three different times were: the Functional Independence Measure and the Injury Severity Score to assess the severity of the trauma. RESULTS: Functional capacity within 48 hours of the trauma was significantly higher than functional capacity at discharge and after one month. The lower the severity of the trauma was the greater the functional capacity of the aged. CONCLUSION: The functional capacity of the elderly deteriorated during the time of hospital stay and one month after discharge.

OBJETIVO: Correlacionar a capacidade funcional do idoso com a gravidade do trauma e compará-la nos momentos antes e após a ocorrência do trauma. MÉTODOS: Estudo prospectivo e observacional realizado no Serviço de Emergência. Foram incluídos 55 idosos com idade a partir de 60 anos, ambos os sexos, vítimas de trauma. Foram avaliados a incapacidade de pacientes com restrições funcionais de origem variada. Os instrumentos de pesquisa aplicados em três momentos foram: a Medida de Independência Funcional e o Injury Severity Score para avaliar a gravidade do trauma. RESULTADOS: A capacidade funcional em até 48 horas foi significativamente maior que a capacidade funcional na alta e após um mês. Quanto menor a gravidade do trauma maior a capacidade funcional do idoso. CONCLUSÃO: Os idosos apresentaram piora da capacidade funcional durante o período de internação e após um mês de na alta hospitalar.
Palavra-chave Geriatric nursing
Nursing care
Aged
Wounds and injuries
Activities of daily living
Enfermagem geriátrica
Cuidados de enfermagem
Idoso
Ferimentos e lesões
Atividades cotidianas
Idioma Português
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 26, n. 4, p. 389-394, 2013.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 389-394
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000400014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000328081300014
SciELO S0103-21002013000400014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7545

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002013000400014-en.pdf
Tamanho: 123.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0103-21002013000400014-pt.pdf
Tamanho: 140.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta