Obstructive sleep apnea prevents the expected difference in craniofacial growth of boys and girls

Obstructive sleep apnea prevents the expected difference in craniofacial growth of boys and girls

Título alternativo A apneia obstrutiva do sono impede a esperada diferença de crescimento cranofacial de meninos e meninas
Autor Juliano, Maria Ligia Autor UNIFESP Google Scholar
Machado, Marco Antonio Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Luciane Bizari Coin de Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, Gianni Mara Silva dos Google Scholar
Zancanella, Edilson Google Scholar
Prado, Lucila Bizari Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Gilmar Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Sào Paulo São Paulo Hospital Department of Neurology
Resumo OBJECTIVES: It was to compare cephalometric measures of mouth-breather boys and girls and with the cephalometric pattern observed in obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) patients. METHODS: Craniofacial measurements of lateral cephalometric radiographs obtained from 144 children aged 7-14 years were compared between boys and girls, and both were compared to cephalometric pattern of OSAS patients. RESULTS: Mouth-breather boys and girls had no gender differences regarding to craniofacial morphology while nose-breather boys and girls showed those expected differences. Nose-breather boys presented a more retruded mandible and proinclined upper incisor when compared to nose-breather girls, but mouth-breather boys and girls had no differences. The measure NS.GoGn was the only variable with an interaction with gender and breathing. CONCLUSIONS: There were no cephalometric difference in mouth breather-boys and girls related to normal growth, suggesting that oral breathing make the same craniofacial morphology and both have craniofacial morphology close to that of OSAS patients.

OBJETIVOS: Foi comparar medidas cefalométricas entre meninos e meninas respiradores bucais com o padrão cefalométrico de pacientes com síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS). MÉTODOS: Medidas craniofaciais de radiografias cefalométricas laterais de 144 crianças com idade entre 7 e 14 anos foram comparadas entre meninos e meninas, e estas comparadas com o padrão cefalométrico de pacientes com SAOS. RESULTADOS: Meninos e meninas respiradores bucais não apresentaram diferenças em relação à morfologia craniofacial, enquanto meninos e meninas respiradores nasais mostraram as diferenças fisiologicamente esperadas. Meninos respiradores nasais apresentaram mandíbula mais retraída e incisivos superiores inclinados para frente quando comparados com meninas respiradoras nasais, mas os respiradores bucais não apresentaram diferenças. A medida NS.GoGn foi a única variável com interação entre gênero e tipo de respiração. CONCLUSÕES: Não houve diferença cefalométrica entre os respiradores bucais em relação ao crescimento craniofacial, sugerindo que a respiração bucal determina a mesma morfologia, e ambos os gêneros têm morfologia craniofacial semelhante àquela dos pacientes com SAOS.
Palavra-chave sleep apnea syndromes
mouth breathing
child
sleep apnea
obstructive
gender identity
síndromes da apnéia do sono
respiração bucal
criança
síndrome da apneia obstrutiva do sono
identidade de gênero
Idioma Inglês
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 71, n. 1, p. 18-24, 2013.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 18-24
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2013000100005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000313836100006
SciELO S0004-282X2013000100005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7542

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2013000100005.pdf
Tamanho: 597.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta