A elaboração participativa de indicadores para a avaliação em saúde mental

A elaboração participativa de indicadores para a avaliação em saúde mental

Título alternativo Participatory development of indicators for assessing mental health
La elaboración participativa de indicadores para la evaluación en salud mental
Autor Furtado, Juarez Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Onocko Campos, Rosana Teresa Google Scholar
Moreira, Maria Inês Badaró Autor UNIFESP Google Scholar
Trapé, Thiago Lavras Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Resumo The specialized literature frequently cites the inclusion of different interest groups in evaluative research, referred to generically as participatory evaluation. However, there is a lack of an empirical basis for discussion on ways to operate and (especially) qualify such participation. This article discusses the participatory development of mental health indicators for use in the Centers for Psychosocial Care (CAPS) in Brazil. The process included participation by 58 health workers and managers from 26 CAPS through regular meetings over a year. The meetings were intermediated by a course on mental health evaluation and workshops in subgroups, supported by facilitators throughout the year. The creation of spaces for the qualification of their participation, through the course and other collective activities, proved effective for guaranteeing participation at various levels in the process (such as definition of issues, pre-test indicators, and data analysis) as well as for stimulating ownership of the final product by the participants.

La inserción de diferentes grupos de intereses en estudios de evaluación, genéricamente denominada evaluación participativa, se cita frecuentemente en la literatura especializada. No obstante, faltan discusiones de base empírica sobre los modos de operar y, sobre todo, de calificar la referida participación. En el presente artículo, realizamos una discusión sobre la elaboración participativa de indicadores en salud mental, dirigidos a los Centros de Atención Psicosocial (CAPS). El proceso contó con la participación de 58 trabajadores y gestores de 26 CAPS, mediante encuentros periódicos a lo largo de un año. Tales encuentros fueron realizados tras asistir a un curso sobre evaluación en salud mental y talleres en subgrupos, organizados por personal de apoyo especializado, a lo largo del año. La creación de espacios para la calificación de la participación, mediante el curso y otros trabajos colectivos, se mostró eficaz para garantizar la participación efectiva en los diferentes niveles del proceso como: la definición de preguntas, pre-testes de los indicadores y análisis de los datos, además de estimular la apropiación por parte de los participantes del producto final.

A inserção de diferentes grupos de interesses em pesquisas avaliativas, genericamente referida como avaliação participativa é frequentemente citada na literatura especializada. No entanto, faltam discussões de base empírica sobre os modos de operar e, sobretudo, qualificar a referida participação. No presente artigo, realizamos discussão sobre a elaboração participativa de indicadores em saúde mental, dirigidos aos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). O processo contou com a participação de 58 trabalhadores e gestores de 26 CAPS por meio de encontros periódicos ao longo de um ano. Tais encontros foram intermediados por um curso sobre avaliação em saúde mental e oficinas em subgrupos, apoiadas por facilitadores ao longo do ano. A criação de espaços para a qualificação da participação, por meio do curso e outros trabalhos coletivos, mostrou-se eficaz na garantia de efetiva participação nos vários níveis do processo, como definição de questões, pré-testes dos indicadores e análise dos dados, além de estimular apropriação do produto final pelos participantes.
Palavra-chave Mental Health
Health Status Indicators
Health Evaluation
Saúde Mental
Indicadores Básicos de Sáude
Avaliação em Saúde
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013-01-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 29, n. 1, p. 102-110, 2013.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 102-110
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2013000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000315655300012
SciELO S0102-311X2013000100012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7532

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-311X2013000100012.pdf
Tamanho: 83.26KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta