Concepções de doença por familiares de pacientes com diagnóstico de esquizofrenia

Concepções de doença por familiares de pacientes com diagnóstico de esquizofrenia

Título alternativo Illness conceptions among relatives of patients diagnosed with schizophrenia
Autor Villares, Cecília C. Autor UNIFESP Google Scholar
Redko, Cristina P. Google Scholar
Mari, Jair de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Family conceptions of the nature of their relative's illness are part of the coping process and reveal the cultural construction of the illness experience. As part of a larger qualitative study conducted at the Schizophrenia Program of the Department of Psychiatry, Escola Paulista de Medicina - UNIFESP, 14 relatives of 8 out-patients diagnosed with schizophrenia were interviewed and invited to talk freely about their ideas and feelings concerning their relative's problem. Qualitative analysis was conducted to elicit categories of illness representations. Three main categories are presented for discussion, Problema de Nervoso, Problema na Cabeça and Problema Espiritual (Nerves, Head and Espiritual Troubles). The authors sustain that these categories can be interpreted as culturally constituted and discuss the relevance of popular illness concepts for a broader understanding of the course and outcome of schizophrenia and for the planing of culturally meaningful intervention programs.

A elaboração de um significado para a compreensão e a convivência com a esquizofrenia constitui uma das maneiras de os familiares lidarem com a doença e a evidencia como um fenômeno culturalmente constituído. A partir de uma abordagem antropológica, este estudo entrevistou 14 familiares de 8 pacientes com diagnóstico de esquizofrenia, buscando formular uma compreensão da esquizofrenia através dos conceitos e imagens do universo cultural e social familiar. Os dados produzidos foram analisados segundo metodologia qualitativa. Três categorias de concepção de doença são discutidas, Problema de Nervoso, Problema na Cabeça e Problema Espiritual. Argumenta-se que as concepções analisadas podem ser compreendidas como construções culturais e discute-se a importância desta abordagem para a compreensão da evolução da doença e para a elaboração de programas de intervenção culturalmente apropriados.
Palavra-chave Schizophrenia
family
culture
qualitative research
Esquizofrenia
família
cultura
estudo qualitativo
Idioma Português
Data de publicação 1999-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 21, n. 1, p. 36-47, 1999.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 36-47
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44461999000100008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44461999000100008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/751

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44461999000100008.pdf
Tamanho: 62.09KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta