Desempenho dos municípios paulistas: uma avaliação de eficiência da atenção básica à saúde

Desempenho dos municípios paulistas: uma avaliação de eficiência da atenção básica à saúde

Título alternativo Performance of São Paulo State municipalities: an evaluation of the efficiency of primary healthcare
Desempeño de los municipios del estado de São Paulo: una evaluación de la eficiencia de la atención básica a la salud
Autor Varela, Patrícia Siqueira Autor UNIFESP Google Scholar
Martins, Gilberto De Andrade Google Scholar
Fávero, Luiz Paulo Lopes Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo This research study aimed to build a performance assessment method to evaluate the technical efficiency of São Paulo State municipalities regarding the use of public resources for primary healthcare and to analyze the influence of non-controllable variables in the production process in this area. Technical efficiency is one of the performance assessment variables for public managers, reflecting an entity's ability to maximize outputs with the lowest consumption of inputs. Achieving this may be impaired or favored by environmental or non-controllable variables. These can give rise to biases if they are not considered in the performance assessment. Therefore, using two-stage Data Envelopment Analysis (DEA), the cities' efficiency scores were estimated and later adjusted through regression analysis. The results indicated that a considerable increase of health services for the population is possible with no added healthcare budget in most cities. Furthermore, the study found that a larger elderly population within a jurisdiction makes service delivery more expensive, while higher population density, urbanization level and scale of health establishments enhance efficient public spending. The five cities that were found to be most efficient were: Tuiuti, Nova Guataporanga, Sabino, Lins and Santos.

El objeto en este trabajo fue el de construir una metodología de evaluación de desempeño de los municipios del estado de São Paulo en lo que se refiere a la eficiencia técnica en la asignación de recursos públicos en las acciones de atención básica a la salud, y analizar la influencia de variables no controlables en el proceso de producción en dicha área. La eficiencia técnica es uno de los parámetros de evaluación de desempeño de los gestores públicos y refleja la capacidad que tiene una entidad de obtener los máximos resultados con el menor consumo de inputs. El alcance de tal métrica puede verse perjudicado o favorecido por las variables ambientales o no controlables que, si no se consideran en la evaluación de desempeño, pueden generar sesgos. En este sentido, por medio de la metodología Data Envelopment Analysis (DEA) en dos fases, se estimaron y luego se ajustaron las clasificaciones de eficiencia de los municipios con el uso del análisis de regresión. Los resultados indicaron que sería posible aumentar considerablemente la cantidad de servicios prestados a la población sin necesidad de nuevas partidas presupuestarias en la mayoría de los municipios. Además, se verificó que la mayor proporción de ancianos en una jurisdicción hace que la prestación de servicios sea más cara; por otro lado, mayor densidad poblacional, grado de urbanización y escala de los establecimientos de salud favorecen el gasto público eficiente. Los cinco municipios considerados más eficientes fueron Tuiuti, Nova Guataporanga, Sabino, Lins y Santos.

Neste trabalho, teve-se por objetivo construir uma metodologia de avaliação de desempenho dos municípios paulistas quanto à eficiência técnica na aplicação de recursos públicos nas ações de atenção básica à saúde e analisar a influência de variáveis não controláveis no processo de produção em tal área. A eficiência técnica é um dos parâmetros de avaliação de desempenho dos gestores públicos, refletindo a capacidade de uma entidade obter máximos outputs com o menor consumo de inputs. O alcance de tal métrica pode ser prejudicado ou favorecido pelas variáveis ambientais ou não controláveis que, se não forem consideradas na avaliação de desempenho, podem gerar vieses. Nesse sentido, por meio da metodologia Data Envelopment Analysis (DEA) em dois estágios, os escores de eficiência dos municípios foram estimados e depois ajustados com o uso da análise de regressão. Os resultados indicaram que seria possível aumentar, consideravelmente, a quantidade de serviços prestados à população sem a necessidade de novas dotações orçamentárias na maioria dos municípios. Além disso, verificou-se que a maior proporção de idosos em uma jurisdição torna a prestação de serviços mais cara; por sua vez, maiores densidade populacional, grau de urbanização e escala dos estabelecimentos de saúde favorecem o gasto público com eficiência. Os cinco municípios paulistas considerados mais eficientes foram Tuiuti, Nova Guataporanga, Sabino, Lins e Santos.
Palavra-chave controllership
performance evaluation
efficiency
primary health care
municipalities
controladoria
avaliação de desempenho
eficiência
atenção básica à saúde
municípios
Idioma Português
Data de publicação 2012-12-01
Publicado em Revista de Administração (São Paulo). Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, v. 47, n. 4, p. 624-637, 2012.
ISSN 0080-2107 (Sherpa/Romeo)
Publicador Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo
Extensão 624-637
Fonte http://dx.doi.org/10.5700/rausp1063
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0080-21072012000400009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7488

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0080-21072012000400009.pdf
Tamanho: 761.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta