O ruído da unidade de terapia intensiva neonatal após a implementação de programa educativo

O ruído da unidade de terapia intensiva neonatal após a implementação de programa educativo

Título alternativo Noise at the neonatal intensive care unit after the implementation of an educational program
El ruido de la unidad de cuidados intensivos neonatal después de la implementación de un programa educativo
Autor Tsunemi, Miriam Harumi Google Scholar
Kakehashi, Tereza Yoshiko Google Scholar
Pinheiro, Eliana Moreira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Escola de Terapias Orientais de São Paulo
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The present study verified the sound pressure levels inside incubators and at the Neonatal Intensive Care Unit, six months after the implementation of an educational program. Quantitative and descriptive study carried out at the Neonatal Intensive Care Unit and inside the incubators of a hospital. It was registered 151 hours and 30 minutes of sound pressure levels at the Neonatal Intensive Care Unit and inside the incubators, in January 2009 and 2010. The highest and lowest mean Leq before the educational program at the Neonatal Intensive Care Unit were 71.0 dBA and 59.0 dBA, respectively. After the intervention, it was registered at the Neonatal Intensive Care Unit the mean Leq between 80.4 and 52.6 dBA. Inside the incubators, values varied from 79.2 and 40.0 dBA to 79.1 and 45.4dBA post intervention, remaining above the recommended values. It was verified that there was no reduction of sound pressure level after the intervention. Some strategies are suggested to sensitize the staff, preparation of a guideline, architectural changes, renovation and/or preventive maintenance of equipments.

El estudio verificó niveles de presión sonora en el interior de incubadoras en Unidad de Cuidados Intensivos Neonatal, seis meses después de la implementación de programa educativo. Estudio cuantitativo descriptivo realizado en Unidad de Cuidados Intensivos Neonatal en el interior de las incubadoras de un hospital. Fueron registradas 151 horas y 30 minutos de niveles de presión sonora en la Unidad de Cuidados Intensivos Neonatal y en el interior de incubadoras en enero de 2009 y 2010. El mayor y menor Leq medios, antes del programa educativo en unidad de cuidados intensivos neonatal fueron 71,0 y 59,0 dBA, respectivamente. Después de la intervención, se registraron en la Unidad de Cuidados Intensivos Neonatal Leq medio entre 80,4 y 52,6 dBA. Dentro de la incubadora, valores variaron de 72,9 a 40,0 dBA para 79,1 hasta 45,2 dBA después de intervención se mantuvo por encima de los valores recomendados. Se encontró que no hubo reducción del nivel de presión sonora después de la intervención. Se sugieren estrategias para la sensibilización del equipo, elaboración de guías, mudanzas arquitectónicas, renovación y/o manutención preventiva de equipamientos.

O estudo verificou os níveis de pressão sonora no interior das incubadoras e na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, seis meses após a implementação de um programa educativo. Estudo quantitativo descritivo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e no interior das incubadoras de um hospital. Foram registrados 151 horas e 30 minutos de níveis de pressão sonora da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e do interior da incubadora, em janeiro de 2009 e 2010. O maior e o menor Leq médios, antes do programa educativo na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal foram 71,0 dBA e 59,0 dBA, respectivamente. Após a intervenção, registraram-se na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, Leq médio entre 80,4 e 52,6 dBA. Na incubadora, valores variaram de 79,2 a 40,0 dBA para 79,1 a 45,4dBA após a intervenção, permanecendo acima dos valores recomendados. Constatou-se que não houve redução do nível de pressão sonora após a intervenção. Sugerem-se estratégias para sensibilização da equipe, elaboração de guideline, mudanças arquitetônicas, e renovação e/ou manutenção preventiva de equipamentos.
Palavra-chave Neonatal intensive care unit
Neonatal nursing
Noise
Neonatalogy
Terapia intensiva neonatal
Enfermagem neonatal
Ruído
Neonatologia
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2012-12-01
Publicado em Texto & Contexto - Enfermagem. Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem , v. 21, n. 4, p. 775-782, 2012.
ISSN 0104-0707 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Extensão 775-782
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072012000400007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-07072012000400007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7485

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-07072012000400007-en.pdf
Tamanho: 261.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0104-07072012000400007-pt.pdf
Tamanho: 265.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta