Tratamento etiológico em psiquiatria: o modelo da neurossífilis

Tratamento etiológico em psiquiatria: o modelo da neurossífilis

Título alternativo Etiological treatment in psychiatry: the neurosyphilis model
Autor Gastal, Fábio Leite Google Scholar
Leite, Sérgio Soares Olivé Google Scholar
Andreoli, Sergio Baxter Autor UNIFESP Google Scholar
Gameiro, Maurício Almeida Google Scholar
Gastal, Claudio Leite Google Scholar
Gazalle, Fernando Kratz Google Scholar
Crema, Fabiana Barp Google Scholar
Instituição UCPel.
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This paper aims to study the historical evolution and describe the impact of modern antibiotic therapy on psychiatric hospital admissions. The data was collected in the hospital data bank with records of patients admissions from 1931 to 1991. Patients were classified by name, sex, age, marital status, social class, nationality, place of birth, occupation, number of admissions by neurosyphilis and other diagnosis as also date of admission and state of health at time of leaving hospital, and this information was used in the statistical analysis. The classification system of diagnosis is that used by WHO ICD - 9. The results show decreasing rates of admissions by neurosyphilis after the introduction of penicillin in 1948 (19%) to the last admission in the historical cohort in 1968. The antibiotics (penicillin) change the natural evolution of the disease and its pattern of morbidity and mortality. The therapeutical impact of antibiotics in the incidence and prevalence of hospitalization rates of neurosyphilis is never observed in any other psychiatric disease.

Este trabalho tem como objetivo estudar a evolução histórica, durante 60 anos, das admissões por diagnóstico de neurossífilis em um hospital psiquiátrico e descrever o impacto da moderna antibioticoterapia. Foi baseado nos dados e planilhas do hospital psiquiátrico em estudo, de 1931 à 1991. O banco de dados do hospital contém informações do tipo: nome, sexo, idade, estado civil, nacionalidade, procedência, profissão, classe social, número de admissões por neurossífilis e outros diagnósticos, data de admissão, data de alta e diagnóstico pelo CID 9/WHO. A análise estatística envolveu todas as admissões até o último registro de paciente com diagnóstico de neurossífilis e comparado com resultados por outros tipos de admissões. Observou-se que antes da introdução da penicilina, nos serviços de saúde de Pelotas, em 1948, 19% das admissões eram por neurossífilis. Depois, os registros hospitalares descrevem uma tendência decrescente até a última admissão em 1968. O impacto da antibioticoterapia na história natural da neurossífilis foi o maior até hoje e nunca antes visto com outros recursos terapêuticos (biológicos, psicofarmacológicos e psicoterápicos), para outras doenças psiquiátricas.
Palavra-chave Case report
neurosyphilis
psychiatry
psychiatric hospital
Relato de caso
neurossífilis
psiquiatria
hospital psiquiátrico
Idioma Português
Data de publicação 1999-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 21, n. 1, p. 29-35, 1999.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 29-35
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44461999000100007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44461999000100007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/742

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44461999000100007.pdf
Tamanho: 30.23KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta