Reproducibility of three classifications of proximal humeral fractures

Reproducibility of three classifications of proximal humeral fractures

Título alternativo Reprodutibilidade de três classificações de fraturas na região proximal do úmero
Autor Carrerra, Eduardo da Frota Google Scholar
Wajnsztejn, Andre Autor UNIFESP Google Scholar
Lenza, Mario Autor UNIFESP Google Scholar
Archetti Netto, Nicola Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Israelita Albert Einstein
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To propose a new system for classifying proximal humeral neck fractures, and to evaluate intra- and interobserver agreement using the Neer system that is the most commonly used in the area and the Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen system created by an European group, and a new classification system proposed by the authors of this study. METHODS: A total of 56 patients with proximal humeral fractures were selected, and submitted to digitized simple radiography in antero-posterior shoulder and scapular profile. Radiographs were analyzed by three observers at time one, and then three and six weeks later. The kappa coefficient modified by Fleiss was used for the analysis. RESULTS: The mean intra-observer Kappa agreement index (k=0.687) of the new classification, was higher than both the Neer classification (k=0.362) and the Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen (k=0.46). The mean interobserver Kappa agreement index (0.446) of the new classification, also had better results than both the Neer classification (k=0.063) and the Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen (k=0.028). CONCLUSION: the new classification considering bone compression had higher results for intra- and interobserver compared to the Neer system, and the Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen system.

OBJETIVO: Propor um novo sistema para classificação das fraturas que envolvem o colo do úmero e avaliar a concordância intra e interobservador do sistema de classificação de Neer (a mais utilizada em nosso meio), do sistema proposto pelo grupo europeu Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen e de um novo sistema de classificação proposto pelos autores. MÉTODOS: Foram selecionados 56 pacientes com fraturas da região proximal do úmero, com radiografias simples digitalizadas nas incidências anteroposterior do ombro e perfil da escápula. Quatro observadores avaliaram as imagens radiográficas em três momentos diferentes, com intervalos de 3 semanas. Os dados foram analisados segundo o coeficiente de concordância kappa, modificado por Fleiss. RESULTADOS: O índice de concordância kappa intraobservador médio da nova classificação (k=0,687) foi superior ao da classificação de Neer (k=0,362) e da Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen (k=0,46). O índice de concordância kappa interobservador da nova classificação (k=0,446) também apresentou um valor médio maior que o da classificação de Neer (k=0,063) e da Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen (k=0,028). CONCLUSÃO: A nova classificação, que considera o conceito de compressão óssea, apresentou melhores resultados inter e intraobservador, em relação às classificações de Neer e Arbeit Gemeinschaft für Osteosynthesefragen.
Palavra-chave Shoulder fractures
Observer variation
Fraturas do ombro
Variações dependentes do observador
Idioma Inglês
Data de publicação 2012-12-01
Publicado em Einstein (São Paulo). Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, v. 10, n. 4, p. 473-479, 2012.
ISSN 1679-4508 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Extensão 473-479
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082012000400014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1679-45082012000400014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7410

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1679-45082012000400014.pdf
Tamanho: 513.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta