Associations between orbicularis oris thickness and skeletal and dental variables in mixed dentition

Associations between orbicularis oris thickness and skeletal and dental variables in mixed dentition

Título alternativo Associações entre espessura do orbicularis oris e variáveis esqueléticas e dentárias na dentição mista
Autor Barbosa, Taís De Souza Google Scholar
Gavião, Maria Beatriz Duarte Google Scholar
Pupo, Luciana Silveira Google Scholar
Castelo, Paula Midori Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Luciano José Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Lavras Departamento de Medicina Veterinária
Resumo AIM: To evaluate the association between orbicularis oris thickness and skeletal and dental variables in children with mixed dentition. MATERIAL AND METHOD: A convenience sample of 22 children, aged 7 to 12 years, with skeletal Class I and Class II malocclusion and subdivisions were selected. The upper and lower fascicles of the orbicularis oris thicknesses were measured using ultrasound (US) by one calibrated examiner, at rest and in the contracted state. Cephalometric radiograph measurements of the hard and soft tissues were calculated by one trained examiner. The results were analyzed by the Pearson and Spearman coefficients. RESULT: The upper and lower fascicles of the orbicularis oris in the contracted state showed a negative correlation with the distance between Ricketts' E-line and the labrale superius (E ┴ Ls). There were positive correlations between the lower face height and the distance between the AB plane and the labrale superius (AB-Ls) and between the ANB angle and the distance between E ┴ Ls and Ricketts' E-line and the labrale inferius (E ┴ Li). The lower-incisor distance from the N-Pg plane correlated positively with the distance between AB-Ls and the distance between the E ┴ Ls and E ┴ Li. Overbite and interincisal angle were negatively correlated with the distance between the pogonion and the soft tissue pogonion and the distance between E ┴ Li, respectively. CONCLUSION: Skeletal and dental variables were associated with upper and lower lip position and pogonion thickness, while the upper and lower fascicles of the orbicularis oris thicknesses in the contracted state were associated only with upper lip retrusion.

OBJETIVO: Verificar a associação entre a espessura do orbicularis oris e as variáveis esqueléticas e dentárias em crianças com dentição mista. MATERIAL E MÉTODO: Foi selecionada uma amostra de conveniência de 22 crianças, de 7 a 12 anos, com maloclusões Classe I e Classe II esqueléticas e subdivisões. As espessuras dos fascículos superior e inferior do orbicularis oris foram mensuradas, em repouso e em contração, por um examinador treinado utilizando ultrassom. As medidas cefalométricas dos tecidos duros e moles foram calculadas por um examinador treinado. Os resultados foram analisados pelos coeficientes de Pearson e Spearman. RESULTADO: Houve correlação negativa entre os fascículos superior e inferior do orbicularis oris em contração e a distância entre a linha E de Ricketts e o lábio superior (E ┴ Ls). Houve correlação positiva entre a altura inferior da face e a distância entre o plano AB e o lábio superior (AB-Ls) e entre o ângulo ANB e a distância entre E ┴ Ls e a linha E de Ricketts e o lábio inferior (E ┴ Li). A distância do incisivo inferior do plano N-Pg correlacionou-se positivamente com a distância entre AB-Ls e a distância entre E ┴ Ls e E ┴ Li. A sobremordida e o ângulo interincisal correlacionaram-se negativamente com a distância entre o pogônio e o pogônio mole e a distância entre E ┴ Li, respectivamente. CONCLUSÃO: As variáveis esqueléticas e dentárias estiveram associadas à posição dos lábios superior e inferior e a espessura do pogônio, enquanto que as espessuras dos fascículos superior e inferior do orbicularis oris em contração estiveram associadas à retrusão do lábio superior.
Palavra-chave Cephalometry
child
malocclusion
ultrasonography
Cefalometria
criança
má oclusão
ultrassonografia
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2012-12-01
Publicado em Revista de Odontologia da UNESP. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, v. 41, n. 6, p. 402-407, 2012.
ISSN 1807-2577 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Extensão 402-407
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1807-25772012000600006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1807-25772012000600006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7396

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1807-25772012000600006.pdf
Tamanho: 315.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta