Melhora da dor, do cansaço e da qualidade subjetiva do sono por meio de orientações de higiene do sono em pacientes com fibromialgia

Melhora da dor, do cansaço e da qualidade subjetiva do sono por meio de orientações de higiene do sono em pacientes com fibromialgia

Título alternativo Improvement in pain, fatigue, and subjective sleep quality through sleep hygiene tips in patients with fibromyalgia
Autor Orlandi, Aline Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Ventura, Camila Google Scholar
Gallinaro, Andrea Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, Renata Alqualo Autor UNIFESP Google Scholar
Lage, Laís Verderame Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
King's College of London Division of Neuroscience Department of Physiology
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness of sleep hygiene instructions for women with fibromyalgia. MATERIALS AND METHODS: Seventy women with fibromyalgia completed the study. The assessment comprised the Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ), the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI), and a general questionnaire with personal data and lifestyle information. All patients received information about the disease and a sleep diary, but only the experimental group received the sleep hygiene instructions. Patients were asked to practice sleep hygiene, and, after three months, they were reevaluated by use of the same questionnaires. RESULTS: The mean age in the control group was 55.2 ±7.12 years, and, in the experimental group, 53.5 ±8.89 years (P = 0.392). The experimental group showed: a decrease in the pain Visual Analogue Scale values (P = 0.028), in fatigue (P = 0.021), and in the PSQI component 1 (P = 0.030); and a significant reduction in the difficulty falling asleep after waking up in the middle of the night (P = 0.031). The experimental group also showed an increase in the reporting percentage of silent environment (ranging from 42.9% to 68.6%), a decrease in the reporting percentage of fairly quiet environment (ranging from 40% to 22.9%), and a decrease in the reporting percentage of noisy environment (ranging from 17.1% to 8.6%). These changes facilitated falling asleep after waking up in the middle of the night. CONCLUSION: The sleep hygiene instructions allowed changing the patients' behavior, which resulted in pain and fatigue improvement, increased subjective quality of sleep, in addition to facilitating falling asleep after waking up in the middle of the night.

OBJETIVO: Avaliar a efetividade das orientações para higiene do sono em mulheres portadoras de fibromialgia. MATERIAIS E MÉTODOS: Setenta mulheres completaram o estudo. Na avaliação foram aplicados o Questionário de Impacto da Fibromialgia(FIQ), o Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI) e um questionário geral, com dados pessoais e informações de hábitos de vida. Todas as pacientes receberam informações quanto à doença, além de um diário do sono, e apenas o grupo-experimental recebeu orientações para higiene do sono. Foi solicitado às pacientes que realizassem a higiene do sono, e as mesmas foram reavaliadas após três meses. RESULTADOS: A idade média das pacientes do grupo-controle foi 55,2 ± 7,12 anos, e a do grupo-experimental foi 53,5 ± 8,89 anos (P = 0,392). Nessas pacientes foram observadas diminuições da medida de Escala Visual Analógica de dor (P = 0,028), de cansaço (P = 0,021) e do componente 1 do PSQI (P = 0,030). O grupo que recebeu orientações para higiene do sono mostrou redução significativa na dificuldade de retorno ao sono quando acordava de madrugada (P = 0,031). O grupo-experimental apresentou aumento na porcentagem de relatos de ambiente sem ruído (variando de 42,9% para 68,6%), diminuição da porcentagem de relatos de ambiente com pouco ruído (variando de 40% para 22,9%) e diminuição na porcentagem de relatos de ambiente com muito ruído (variando de 17,1% para 8,6%). As alterações facilitaram o retorno ao sono quando as pacientes acordavam durante a madrugada. CONCLUSÃO: Uma cartilha com orientações de higiene do sono permitiu a alteração do comportamento das pacientes, que obtiveram melhora da dor e do cansaço, aumento da qualidade subjetiva do sono, além de facilitação do retorno ao sono após despertar durante a madrugada.
Palavra-chave fibromyalgia
sleep disorders
patient education
fibromialgia
distúrbios do sono
educação de pacientes
Idioma Português
Data de publicação 2012-10-01
Publicado em ORLANDI, Aline Cristina et al . Melhora da dor, do cansaço e da qualidade subjetiva do sono por meio de orientações de higiene do sono em pacientes com fibromialgia. Rev. Bras. Reumatol., São Paulo , v. 52, n. 5, p. 672-678, out. 2012
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 672-678
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042012000500003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000208840200003
SciELO S0482-50042012000500003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7352

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042012000500003.pdf
Tamanho: 657.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0482-50042012000500003-pt.pdf
Tamanho: 648.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta