Osteocondrite dissecante do joelho: diagnóstico e tratamento

Osteocondrite dissecante do joelho: diagnóstico e tratamento

Título alternativo Osteochondritis dissecans of the knee: diagnosis and treatment
Autor Mestriner, Luiz Aurélio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Osteochondritis dissecans (OCD) is a pathological process affecting the subchondral bone of the knee in children and adolescents with open growth plates (juvenile OCD) and young adults with closed growth plates (adult OCD). It may lead to secondary effects on joint cartilage, such as pain, edema, possible formation of free bodies and mechanical symptoms, including joint locking. OCD may lead to degenerative changes may develop if left untreated. This article presents a review and update on this problem, with special emphasis on diagnosis and treatment. The latter may include either conservative methods, which show more predictable results for juvenile OCD, or various surgical methods, which include reparative techniques like isolated removal of the fragment, bone drilling and fixation of the osteochondral fragments, and restorative techniques like microfractures, autologous osteochondral transplantation (mosaicplasty), autologous chondrocyte implantation and fresh osteochondral allograft, depending on lesion stability, lesion viability, skeletal maturity and OCD process location. Recent assessments on the results from several types of treatment have shown that there is a lack of studies with reliable levels of evidence and have suggested that further multicenter prospective randomized and controlled studies on management of this disease should be conducted.

A osteocondrite dissecante (OCD) é um processo patológico que atinge o osso subcondral do joelho em criança e adolescente (OCDJ) e adultos jovens (OCDA) com efeitos secundários sobre a cartilagem articular com dor, edema, possível formação de corpos livres e sintomas mecânicos, inclusive bloqueio articular. A OCD pode levar a alterações degenerativas precoces da articulação, quando não tratada. Este artigo apresenta uma revisão e atualização sobre o problema com ênfase especial no diagnóstico e tratamento. Este pode incluir os métodos conservadores que mostram resultados mais satisfatórios para a OCDJ e os vários métodos cirúrgicos que incluem: técnicas reparativas como a remoção isolada do fragmento, as perfurações ósseas e a fixação do fragmento osteocondral e as técnicas restaurativas como as microfraturas, o transplante osteocondral autólogo (mosaicoplastia), o implante autólogo de condrócitos e o aloenxerto osteocondral fresco, considerando a lesão estável ou instável e sua viabilidade, bem como a maturidade esquelética e localização do processo. Estudos recentes para a avaliação dos resultados dos vários tipos de tratamento demonstram a falta de estudos com níveis de evidência confiáveis e sugere-se maior número de análises multicêntricas, prospectivas, randomizadas e controladas para estabelecer melhores diretrizes para o manuseio da doença.
Palavra-chave Knee Joint
Cartilage, Articular
Osteochondritis Dissecans
Articulação do Joelho
Cartilagem Articular
Osteocondrite Dissecante
Idioma Português
Data de publicação 2012-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 47, n. 5, p. 553-562, 2012.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 553-562
Fonte http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000500003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162012000500003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7344

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162012000500003.pdf
Tamanho: 437.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta