Análise e validação de modelos probabilísticos de malignidade de nódulo pulmonar solitário em uma população no Brasil

Análise e validação de modelos probabilísticos de malignidade de nódulo pulmonar solitário em uma população no Brasil

Título alternativo Analysis and validation of probabilistic models for predicting malignancy in solitary pulmonary nodules in a population in Brazil
Autor Melo, Cromwell Barbosa de Carvalho Autor UNIFESP Google Scholar
Perfeito, João Aléssio Juliano Autor UNIFESP Google Scholar
Daud, Danilo Félix Autor UNIFESP Google Scholar
Costa Junior, Altair da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Santoro, Ilka Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Leao, Luiz Eduardo Villaca Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To analyze clinical and radiographic findings that influence the pathological diagnosis of solitary pulmonary nodule (SPN) and to compare/validate two probabilistic models for predicting SPN malignancy in patients with SPN in Brazil. METHODS: This was a retrospective study involving 110 patients diagnosed with SPN and submitted to resection of SPN at a tertiary hospital between 2000 and 2009. The clinical characteristics studied were gender, age, presence of systemic comorbidities, history of malignancy prior to the diagnosis of SPN, histopathological diagnosis of SPN, smoking status, smoking history, and time since smoking cessation. The radiological characteristics studied, in relation to the SPN, were presence of spiculated margins, maximum transverse diameter, and anatomical location. Two mathematical models, created in 1997 and 2007, respectively, were used in order to determine the probability of SPN malignancy. RESULTS: We found that SPN malignancy was significantly associated with age (p = 0.006; OR = 5.70 for age > 70 years), spiculated margins (p = 0.001), and maximum diameter of SPN (p = 0.001; OR = 2.62 for diameters > 20 mm). The probabilistic model created in 1997 proved to be superior to that created in 2007-area under the ROC curve (AUC), 0.79 ± 0.44 (95% CI: 0.70-0.88) vs. 0.69 ± 0.50 (95% CI: 0.59-0.79). CONCLUSIONS: Advanced age, greater maximum SPN diameter, and spiculated margins were significantly associated with the diagnosis of SPN malignancy. Our analysis shows that, although both mathematical models were effective in determining SPN malignancy in our population, the 1997 model was superior.

OBJETIVO: Analisar características clínicas e radiográficas que influenciaram o diagnóstico anatomopatológico de nódulo pulmonar solitário (NPS) e comparar/validar dois modelos probabilísticos de malignidade do NPS em pacientes com NPS no Brasil. MÉTODOS: Análise retrospectiva de 110 pacientes com diagnóstico de NPS submetidos à ressecção em um hospital terciário no período entre 2000 e 2009. As características clínicas estudadas foram gênero, idade, presença de comorbidades sistêmicas, história de neoplasia maligna ao diagnóstico de NPS, diagnóstico histopatológico do NPS, tabagismo, carga tabágica e tempo de cessação do tabagismo. As características radiográficas avaliadas em relação ao NPS foram presença de margens espiculadas, tamanho do maior diâmetro transversal e localização anatômica do NPS. Foram utilizados dois modelos matemáticos, criados em 1997 e 2007, respectivamente, para determinar a probabilidade de malignidade do NPS. RESULTADOS: Houve associações significantes entre malignidade do NPS e idade (p = 0,006; OR = 5,70 para idade >70 anos), presença de margens espiculadas (p = 0,001) e diâmetro maior do NPS (p = 0,001; OR = 2,62 para diâmetro >20 mm). O modelo probabilístico de 1997 mostrou-se superior ao de 2007 - área sob a curva [ASC] ROC = 0,79 ± 0,44 (IC95%: 0,70-0,88) vs. ASC = 0,69 ± 0,50 (IC95%: 0,59-0,79). CONCLUSÕES: Idade elevada, maior diâmetro do NPS e presença de margens espiculadas tiveram associações significantes ao diagnóstico de malignidade do NPS. Nossa análise mostrou que, embora os dois modelos matemáticos sejam eficazes na determinação de malignidade do NPS nessa população, o modelo de 1997 mostrou-se superior.
Palavra-chave Solitary Pulmonary Nodule
Risk Factors
Carcinoma
Non-Small-Cell Lung
Nódulo pulmonar solitário
Fatores de risco
Carcinoma pulmonar de células não pequenas
Idioma Português
Data de publicação 2012-10-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 38, n. 5, p. 559-565, 2012.
ISSN 1806-3713 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 559-565
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132012000500004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000310661900004
SciELO S1806-37132012000500004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7342

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1806-37132012000500004-en.pdf
Tamanho: 361.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1806-37132012000500004-pt.pdf
Tamanho: 373.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta