In vitro genotoxicity and cytotoxicity in murine fibroblasts exposed to EDTA, NaOCl, MTAD and citric acid

In vitro genotoxicity and cytotoxicity in murine fibroblasts exposed to EDTA, NaOCl, MTAD and citric acid

Autor Marins, Juliana Soares Roter Google Scholar
Sassone, Luciana Moura Google Scholar
Fidel, Sandra Rivera Google Scholar
Ribeiro, Daniel Araki Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição State University of Rio de Janeiro Dental School Proclin Department
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The aim of the present study was to evaluate the capacity of some root canal irrigants to induce genetic damage and/or cellular death in vitro. Murine fibroblast cells were exposed to ethylenediaminetetraacetic acid (EDTA), sodium hypochlorite (NaOCl), MTAD and citric acid in increasing concentrations for 3 h at 37ºC. The negative control group was treated with vehicle control (phosphate buffer solution - PBS) for 3 h at 37°C, and the positive control group was treated with methylmetanesulfonate, 1 μM. for 3 h at 37°C. Cytotoxicity was assessed by the trypan blue test and genotoxicity was evaluated by the single cell gel (comet) assay. The results showed that exposure to 2.5% and 5% NaOCl and 8.5% citric acid resulted in a significant cytotoxic effect. NaOCl, EDTA and citric acid did not produce genotoxic effects with respect to the comet assay data for all evaluated concentrations. Although MTAD was not a cytotoxic agent, it showed significant genotoxic effects at all tested concentrations (ANOVA and Tukey's test; p<0.05). NaOCl, EDTA and citric acid were found to be cytotoxic in a dose-dependent manner, but they were not genotoxic. MTAD did not cause cell death, but presented genotoxic effects.

O objetivo do presente estudo foi avaliar a capacidade de alguns irrigantes endodônticos em induzir danos genéticos e/ou morte celular in vitro. Células de fibroblastos murinos foram expostas ao ácido etilenodiaminotetracético (EDTA), hipoclorito de sódio (NaOCl), MTAD e ácido cítrico em concentrações crescentes durante 3 h a 37°C. O grupo controle negativo foi tratado com solução tampão fosfato - PBS por 3 h a 37° C e o grupo controle positivo foi tratado com metilmetanesulfonato a 1 μM por 3 h a 37° C. A citotoxicidade foi testada pelo azul de tripan e a genotoxicidade foi avaliada pelo teste do cometa. Os resultados apontaram que a exposição ao NaOCl a 2,5% e 5%, e ácido cítrico a 21% resultou em efeitos citotóxicos significativos. O NaOCl, EDTA e o ácido cítrico não produziram efeitos genotóxicos no que diz respeito aos dados obtidos pelo ensaio do Cometa em todas as concentrações testadas. Embora o MTAD não tenha sido um agente citotóxico, mostrou efeitos genotóxicos significativos em todas as concentrações testadas (ANOVA e teste de Tuckey; p<0,05). O NaOCl, o EDTA e o ácido cítrico mostraram-se citotóxicos de maneira dose-dependente, mas não genotóxicos. Por outro lado, apesar do MTAD não ter causado a morte celular, foi genotóxico em todas as concentrações testadas.
Palavra-chave irrigants
single cell gel (comet) assay
DNA damage
cellular death
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2012-10-01
Publicado em Brazilian Dental Journal. Fundação Odontológica de Ribeirão Preto, v. 23, n. 5, p. 527-533, 2012.
ISSN 0103-6440 (Sherpa/Romeo)
Publicador Fundação Odontológica de Ribeirão Preto
Extensão 527-533
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-64402012000500010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-64402012000500010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7341

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-64402012000500010.pdf
Tamanho: 495.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta