DRESS: clinicopathological features of 10 cases from an University Hospital in São Paulo

DRESS: clinicopathological features of 10 cases from an University Hospital in São Paulo

Título alternativo DRESS: características clinicopatológicas em 10 casos de Hospital Universitário em São Paulo
Autor Botelho, Luciane Francisca Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Higashi, Viviane Shinsato Autor UNIFESP Google Scholar
Padilha, Maria Helena Valle de Queiroz Autor UNIFESP Google Scholar
Enokihara, Mílvia Maria Simões e Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Porro, Adriana Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms is a severe form of drug-induced reaction with multiorgan involvement. OBJECTIVES: The aim of this study is to evaluate the epidemiological, clinical and pathological features and prognosis of this drug reaction among patients seen at a dermatology service. METHOD: Retrospective review of medical records of ten patients diagnosed with drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms at the Federal University of São Paulo, from august 2008 to may 2011. RESULTS: Phenytoin was the leading cause of drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms in our cases, followed by allopurinol. Abnormal liver function tests were observed in 7 patients and renal function impairment in 2 patients. In all cases, patients were hospitalized and the culprit drug was withdrawn. The main treatment was systemic corticosteroid. Drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms resulted in death in 2 cases. The causes of death were septic shock and hepatic failure. CONCLUSION: Our mortality rate of 20%, supports that drug reaction with eosinophilia and systemic symptoms is a severe form of drug-induced reaction and must be recognized by all dermatologists.

FUNDAMENTOS: A reação a droga com eosinofilia e sintomas sistêmicos é uma reação medicamentosa severa com envolvimento de múltiplos órgãos. OBJETIVO: Avaliar as características epidemiológicas, clínicas, histológicas e o prognóstico dessa reação medicamentosa entre os pacientes atendidos pelo serviço da dermatologia. MÉTODOS: Levantamento retrospectivo dos prontuários de dez pacientes diagnosticados com reação a droga com eosinofilia e sintomas sistêmicos pelo serviço de dermatologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), entre agosto de 2008 e maio de 2011. RESULTADOS: A fenitoína foi a principal causa de reação a droga com eosinofilia e sintomas sistêmicos entre os pacientes, seguida pelo alopurinol. A alteração das enzimas hepáticas foi observada em sete pacientes e diminuição da função renal em dois casos. Todos os pacientes estavam hospitalizados e o medicamento implicado foi suspenso. O principal tratamento foi corticóide sistêmico. Dois pacientes faleceram devido à síndrome reação a droga com eosinofilia e sintomas sistêmicos. A causa da morte foi choque séptico e falência hepática. CONCLUSÃO: A mortalidade de 20% entre os pacientes do estudo confirma que essa reação induzida por droga é grave e deve ser reconhecida por todos os dermatologistas.
Palavra-chave Drug eruptions
Drug hypersensitivity
Eosinophilia
Eosinofilia
Erupção por droga
Hipersensibilidade a drogas
Idioma Inglês
Data de publicação 2012-10-01
Publicado em Anais Brasileiros de Dermatologia. Sociedade Brasileira de Dermatologia, v. 87, n. 5, p. 703-707, 2012.
ISSN 0365-0596 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Dermatologia
Extensão 703-707
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000500005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000309719300005
SciELO S0365-05962012000500005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7319

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0365-05962012000500005.pdf
Tamanho: 67.07KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta