Correlação entre estado nutricional e força de preensão palmar em idosos

Correlação entre estado nutricional e força de preensão palmar em idosos

Título alternativo Correlation between nutritional status and hand grip strength in elderly
Autor Martin, Fabíola Giannattasio Autor UNIFESP Google Scholar
Nebuloni, Clarice Cavalero Autor UNIFESP Google Scholar
Najas, Myrian Spinola Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo In the aging process, body changes occur, such as reduction of lean mass with impaired muscle strength, affecting the functional capacity. Currently, the Hand Grip Strength Test (HGST) is being used to evaluate the overall muscle strength as an aid in nutritional assessment. OBJECTIVE: To investigate the correlation between the HGST and nutritional status in the elderly. METHODS: Cross sectional study on elderly people attending outpatient of a Federal Public University. To evaluate the nutritional status, were used: body mass index (BMI), nutritional evaluation by Mini Nutritional Assessment (MNA), calf circumference and HGST performed with the aid of a hydraulic hand dynamometer. It was used as reference for the GSTP and the BMI, cutoff points divided by gender (SABE / OPAS Project). RESULTS: The sample was mostly formed (n = 42) by women (66.7%), with an average of 26.82 points in the MNA and BMI, most seniors were eutrophic - 46.4% women and 57.1% men. Men and women were averaged over 31 cm of calf circumference. The average strength for men was higher than women. There was no statistically significant difference between nutritional status classified by BMI and HGST for men and women, there was a statistically significant correlation (p 0.008) between the nutritional status classified by MNA and hand grip strength in the total sample. CONCLUSIONS: Among the methods to assess nutritional status, only MNA correlated positively with the HGST, which is a measure associated with the functionality in the elderly.

No envelhecimento ocorrem mudanças corpóreas, dentre as quais a diminuição de massa magra com prejuízo na força muscular, afetando a capacidade funcional. Atualmente, o teste de Força de Preensão Palmar (FPP) está sendo utilizado para avaliar a força muscular global como auxiliar na avaliação nutricional. OBJETIVO: Verificar a correlação entre o estado nutricional e a FPP em idosos. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com idosos atendidos em ambulatórios de uma universidade pública federal. Para a classificação do estado nutricional, utilizam-se: índice de massa corpórea (IMC), avaliação nutricional por meio da Mini-Avaliação Nutricional (MAN), circunferência da panturrilha (CP) e FPP realizada com auxílio de um dinamômetro manual hidráulico. Utilizaram-se como referência para a FPP e IMC os pontos de cortes divididos por gênero (projeto SABE/OPAS). RESULTADOS: Amostra constituída (n=42) na sua maioria por mulheres (66,7%), apresentando em média 26,82 pontos na MAN e pelo IMC a maioria dos idosos eram eutróficos - 46,4% mulheres e 57,1% homens. Homens e mulheres obtiveram média superior a 31 cm de circunferência da panturrilha (CP). A média de força para homens foi superior ao valor obtido pelas mulheres. Não houve diferença estatisticamente significante entre o estado nutricional classificado pelo IMC e a FPP para homens e mulheres; houve correlação estatisticamente significante (p 0,008) entre o estado nutricional classificado pela MAN e a força de preensão palmar na amostra total. CONCLUSÕES: Dentre os métodos para avaliar o estado nutricional, apenas a MAN correlacionou-se positivamente com a FPP, que é uma medida associada à funcionalidade em idosos.
Palavra-chave Aging
Nutrition Assessment
Dynamometer Muscle Strength
Muscle strength
Envelhecimento
Avaliação Nutricional
Dinamômetro de Força Muscular
Força muscular
Idioma Português
Data de publicação 2012-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Universidade do Estado do Rio Janeiro, v. 15, n. 3, p. 493-504, 2012.
ISSN 1809-9823 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade do Estado do Rio Janeiro
Extensão 493-504
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1809-98232012000300010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1809-98232012000300010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7282

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1809-98232012000300010.pdf
Tamanho: 301.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta