Development of nanoinjector devices for electrospray ionization - tandem mass spectrometry (ESI-MSn)

Development of nanoinjector devices for electrospray ionization - tandem mass spectrometry (ESI-MSn)

Autor Assunção, Nilson Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Nakayasu, Ernesto Satoshi Google Scholar
Daffre, Sirlei Google Scholar
Carrilho, Emanuel Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo In mass spectrometric (MS) systems with electrospray ionization (ESI), the sample can be analyzed coupled to separation systems (such as liquid chromatography or capillary electrophoresis) or simply by direct infusion. The greatest benefit of the type of injection is the possibility of continuous use of small amounts of samples over a long period of time. This extended analysis time allows a complete study of fragmentation by mass spectrometry, which is critical for structure elucidation of new compounds, or when using an ion trap mass analyzer. The injector filled with the sample is placed at the ESI source inlet creating an electric field suitable for the continuous formation of a spray (solvent and sample) and consequently, the gradual and even release of the sample. For the formation of the spray, is necessary that the injector end is metalized. The formation of a bilayer of titanium and gold provided an excellent attachment of the film, resulting in a nanoinjector for ionization/spray formation in the system for MS. The nanoinjectors showed high repeatability and stability over 100 min by continuous sampling with 10 µL of sample.

Em espectrometria de massas (MS) no modo de ionização eletrospray (ESI), as amostras podem ser analisadas com um método prévio de separação (cromatografia líquida ou eletroforese capilar) ou por infusão direta da amostra. A injeção direta apresenta um grande benefício que é a redução do volume de amostra consumido e a possibilidade de amostragem contínua por um período estendido. Este maior tempo de amostragem possibilita a análise completa através de fragmentações sucessivas por espectrometria de massas, crítico quando se busca elucidação estrutural de novos compostos, ou quando se dispõe de um analisador de massas do tipo captura de íons. Neste trabalho, descrevemos uma metodologia de deposição de filme estável na extremidade cônica dos dispositivos de boro-silicato, visando o desenvolvimento de nanoinjetores estáticos. A formação de uma camada dupla de titânio e ouro proporcionou uma excelente fixação do filme, resultando em um nanoinjetor para amostragem por ionização/formação do aerossol no sistema de espectrometria de massas. O objetivo deste filme é manter o contato elétrico no sistema. Os nanoinjetores apresentaram repetibilidade e estabilidade elevadas por mais de 100 min de amostragem contínua com apenas 10 µL de amostra.
Palavra-chave mass spectrometry
nanoinjector
microsystems
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2012-09-01
Publicado em Journal of the Brazilian Chemical Society. Sociedade Brasileira de Química, v. 23, n. 9, p. 1762-1766, 2012.
ISSN 0103-5053 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Química
Extensão 1762-1766
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-50532012005000036
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000310015100024
SciELO S0103-50532012000900023 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7259

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-50532012000900023.pdf
Tamanho: 626.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta