Do nistagmo às provas calóricas com ar e com água

Do nistagmo às provas calóricas com ar e com água

Título alternativo From nystagmus to the air and water caloric tests
Autor Perrella de Barros, Anna Carolina Marques Autor UNIFESP Google Scholar
Caovilla, Heloisa Helena Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The caloric test is an important tool for the assessment of labyrinthine function. OBJECTIVE: To compare the nystagmus response in the caloric tests with air at 50ºC and 24ºC and with water at 44ºC and 30ºC. Study Design: Randomized crossover clinical trial. MATERIALS AND METHODS: 40 healthy individuals were submitted to a neurotological evaluation, including caloric tests with air at 50ºC and 24ºC and water at 44ºC and 30ºC. RESULTS: Comparing the air and water caloric tests, there were no significant differences among the post-caloric nystagmus slow-phase velocity in relation to the stimulation order, between ears and between the values of unilateral weakness and directional preponderance. The slow-phase velocity values were higher with water (p = 0.008, p < 0.001), and cold stimulation produced stronger responses (p < 0.001). CONCLUSION: Comparing 50ºC and 24ºC air caloric test and 44ºC and 30ºC water caloric test, we observed similar slow-phase velocity values for both ears, higher responses in the cold temperature and in the test with water, and similar results of unilateral weakness or directional preponderance for post-caloric nystagmus in both tests.

A prova calórica é uma importante ferramenta na avaliação da função labiríntica. OBJETIVO: Comparar o nistagmo pós-calórico da prova com ar a 50ºC e 24ºC com o da prova com água a 44ºC e 30ºC. Desenho científico: Estudo clínico cruzado randomizado. MATERIAL E MÉTODO: 40 indivíduos hígidos submetidos à avaliação da função vestibular incluindo a prova calórica com ar a 50ºC e 24ºC e com água a 44ºC e 30ºC. RESULTADOS: À comparação das provas com ar e com água, não houve diferença significante entre os valores da velocidade angular da componente lenta (VACL) do nistagmo pós-calórico quanto à ordem de realização das estimulações, entre as orelhas e entre os valores de predomínio labiríntico e de preponderância direcional. Os valores da VACL foram maiores nas estimulações com água (p = 0,008; p < 0,001) e a temperatura fria evocou respostas mais intensas (p < 0,001). CONCLUSÃO: À comparação entre as provas com ar a 50ºC e 24ºC e com água a 44ºC e 30ºC, observam-se valores de velocidade da componente lenta similares em ambas as orelhas, maiores na temperatura fria e na prova com água e resultados semelhantes de predomínio labiríntico ou de preponderância direcional do nistagmo pós-calórico em ambas as provas.
Palavra-chave caloric tests
labyrinthine fluids
nystagmus
physiologic
vestibular function tests
vestibule
labyrinth
líquidos labirínticos
nistagmo fisiológico
testes calóricos
testes de função vestibular
vestíbulo do labirinto
Idioma Português
Data de publicação 2012-08-01
Publicado em Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 78, n. 4, p. 120-125, 2012.
ISSN 1808-8694 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Extensão 120-125
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942012000400022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000307863300022
SciELO S1808-86942012000400022 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7210

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1808-86942012000400022-en.pdf
Tamanho: 312.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1808-86942012000400022-pt.pdf
Tamanho: 343.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta