Refractory nonconvulsive status epilepticus in coma: analysis of the evolution of ictal patterns

Refractory nonconvulsive status epilepticus in coma: analysis of the evolution of ictal patterns

Título alternativo Estado de mal epiléptico não convulsivo refratário no coma: análise da evolução dos padrões ictais
Autor Liberalesso, Paulo Breno Noronha Autor UNIFESP Google Scholar
Garzon, Eliana Autor UNIFESP Google Scholar
Yacubian, Elza Márcia Targas Autor UNIFESP Google Scholar
Sakamoto, Américo Ceiki Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Nonconvulsive status epilepticus (NCSE) is currently considered as one of the most frequent types of status epilepticus (SE). The objective of the present study was to identify the natural history of the electrographical evolution of refractory NCSE and to establish the relationship between ictal patterns and prognosis. METHODS: We analyzed, retrospectively, 14 patients with loss of consciousness and NCSE. The ictal patterns were classified as discrete seizures (DS), merging seizures (MS), continuous ictal discharges (CID), continuous ictal discharges with flat periods (CID-F), and periodic lateralized epileptiform discharges (PLEDs). RESULTS: The ictal patterns were DS (n=7; 50.0%), PLEDs (n=3; 1.4%), CID (n=2; 14.3%), MS (n=1; 7.1%), and CID-F (n=1; 7.1%). CONCLUSIONS: NCSE electrographic findings are heterogeneous and do not follow a stereotyped sequence. PLEDs were related to a higher probability of neurological morbidity and mortality.

OBJETIVO: Estado de mal epiléptico não convulsivo (EMENC) é atualmente considerado uma das formas mais frequentes de estado de mal epiléptico. O objetivo deste estudo foi identificar a história natural da evolução eletrográfica do EMENC refratário, bem como estabelecer relações entre padrões ictais e o prognóstico. MÉTODOS: Foram analizados, retrospectivamente, 14 pacientes com comprometimento da consciência e EMENC. Os padrões ictais foram classificados em crises isoladas (CI), crises subintrantes (CS), descarga ictal contínua (DIC), descarga ictal contínua com períodos de atenuação (DIC-A) e descargas epileptiformes periódicas lateralizadas (PLEDs). RESULTADOS: Os padrões ictais observados foram CI (n=7; 50,0%), PLEDs (n=3; 1,4%), DIC (n=2; 14,3%), CS (n=1; 7,1%) e DIC-A (n=1; 7,1%). CONCLUSÕES: Achados eletrográficos no EMENC refratário são heterogêneos e não obedecem a uma sequência estereotipada. As PLEDs estão associadas à maior probabilidade de morbidade e mortalidade neurológica.
Palavra-chave nonconvulsive status epilepticus
ictal patterns
PLEDs
estado de mal epiléptico não convulsivo
padrões ictais
PLEDs
Idioma Inglês
Data de publicação 2012-07-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 70, n. 7, p. 501-505, 2012.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 501-505
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2012000700006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000306840800006
SciELO S0004-282X2012000700006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7196

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2012000700006.pdf
Tamanho: 130.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta