Conduta expectante para gravidez tubária íntegra

Conduta expectante para gravidez tubária íntegra

Título alternativo Expectant management for (tubal) ectopic pregnancy
Autor Kyung Koo, Han Autor UNIFESP Google Scholar
Elito Junior, Julio Autor UNIFESP Google Scholar
Camano, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo SUMMARY Objective: to evaluate the inclusion parameters in the selection of cases of (tubal) ectopic pregnancy for expectant management and to assess the results. Methods: a prospective study was carried out in 70 patients with unruptured (tubal) ectopic pregnancy, with the objective to carry out an expectant management. The main inclusion criteria in this study were the diameter of the tubal mass, that should be equal or inferior to 5,0 cm, reduced titles of beta-hCG (beta fraction of the chorionic gonadotropic hormone) as compared to the initial value within an interval of 48 h, hemodynamic stability, wishes for future pregnancy and a written permission to participate in the study. All patients were observed in the hospital and when reduction in beta-hCG titles was observed, the patients were discharged from the hospital and followed in the outpatient department, with weekly determinations of beta-hCG until levels lower than 5 mIU/ml were reached, that were considered successful. Results: of the 70 patients who underwent expectant management, only one needed a surgical intervention, because of tubal rupture. The initial values of beta-hCG of the patients ranged from 27 mIU/ml to 41,000 mIU/ml. The average diameter of the tubal mass was 2.9 cm. The presence of free liquid in the peritoneal cavity was observed in 50 patients, small amount in 26 patients, moderate in 16 and large in 8 patients. The ultrasonographic resolution of hematosalpinx occurred in 58 patients and tubal ring was visualized in 12 patients. On color Doppler, 52 were at low risk and 18 at medium risk. Conclusions: the expectant management should be applied with safety in the cases that respect the inclusion criteria, the index of success of this study being 98.6%.

RESUMO Objetivo: avaliar os parâmetros de inclusão empregados na seleção dos casos de gravidez tubária íntegra para a conduta expectante e avaliar os resultados. Métodos: foi realizado estudo prospectivo em 70 pacientes com diagnóstico de gravidez tubária íntegra, em que se optou pela conduta expectante. Os principais critérios de inclusão foram: o diâmetro transversal da massa tubária igual ou inferior a 5,0 cm, títulos de beta-hCG (fração beta do hormônio gonadotrópico coriônico) em declínio de pelo menos 2% num intervalo de 48 horas, estabilidade hemodinâmica, desejo de gravidez futura e consentimento escrito para participar do estudo. Todas as pacientes foram observadas em regime de internação hospitalar e todas receberam alta hospitalar após se constatar o declínio dos títulos de beta-hCG e foram acompanhadas ambulatorialmente com dosagens semanais dos títulos até que estes atingissem valores inferiores a 5 mUI/ml, situação que consideramos como sucesso. Resultados: das 70 pacientes submetidas à conduta expectante, apenas uma precisou de intervenção cirúrgica por ruptura tubária. Os valores iniciais dos títulos de beta-hCG das pacientes variaram de 27 mUI/ml a 41.000 mUI/ml. A média do diâmetro da massa tubária foi 2,9 cm. Líquido livre na cavidade peritoneal foi observado em 50 pacientes, sendo a quantidade pequena em 26, moderada em 16 e grande em 8 casos. O aspecto ultra-sonográfico característico de hematossalpinge ocorreu em 58 pacientes e o anel tubário, em 12. Ao Doppler colorido, 52 foram classificadas como de baixo risco e 18, de médio risco. Conclusão: a conduta expectante pode ser empregada com segurança nos casos que respeitarem os critérios de inclusão, sendo o índice de sucesso de 98,6%.
Palavra-chave Ectopic pregnancy
Unruptured (tubal) ectopic pregnancy
Expectant management
Chorionic gonadotropic hormone
Gravidez ectópica
Gravidez tubária íntegra
Conduta expectante
Gonadotrofinas coriônicas
Idioma Português
Data de publicação 1999-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 21, n. 8, p. 465-470, 1999.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 465-470
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72031999000800007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72031999000800007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/718

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72031999000800007.pdf
Tamanho: 339.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta