Força dos músculos respiratórios em crianças e adolescentes com asma: similar à de indivíduos saudáveis?

Força dos músculos respiratórios em crianças e adolescentes com asma: similar à de indivíduos saudáveis?

Título alternativo Respiratory muscle strength in children and adolescents with asthma: similar to that of healthy subjects?
Autor Oliveira, Cilmery Marly Gabriel de Autor UNIFESP Google Scholar
Lanza, Fernanda de Cordoba Autor UNIFESP Google Scholar
Solé, Dirceu Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas
Universidade Nove de Julho Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To compare children/adolescents with mild or moderate asthma and healthy subjects in terms of respiratory muscle strength, correlating it with spirometric variables in the former group. METHODS: This was a cross-sectional study involving individuals 6-16 years of age and clinically diagnosed with mild/moderate asthma, together with a group of healthy, age- and gender-matched subjects. We determined spirometric values, as well as MIP and MEP, and we selected three reproducible measurements (variation < 10%). RESULTS: We evaluated 75 patients with asthma and 90 controls. The mean age was 10.0 ± 2.6 years. There were no statistically significant differences between the controls and the asthma group regarding MIP (-89.7 ± 26.7 cmH2O vs. -92.2 ± 26.3 cmH2O; p = 0.541) or MEP (79.2 ± 22.9 cmH2O vs. 86.4 ± 24.0 cmH2O; p = 0.256). The groups were subdivided by age (children and adolescents: 6-12 and 13-16 years of age, respectively). Within the asthma group, there was a significant difference between the child and adolescent subgroups in terms of MEP (74.1 ± 24.1 cmH2O vs. 92.1 ± 21.9 cmH2O; p < 0.001) but not MIP (p = 0.285). Within the control group, there were significant differences between the child and adolescent subgroups in terms of MIP (-79.1 ± 17.7 cmH2O vs. -100.9 ± 28.1 cmH2O; p < 0.001) and MEP (73.9 ± 18.7 cmH2O vs. 90.9 ± 28.1cmH2O; p < 0.001). In the asthma group, spirometric variables did not correlate with MIP or MEP. CONCLUSIONS: In our sample, asthma was found to have no significant effect on respiratory muscle strength.

OBJETIVO: Comparar a força dos músculos respiratórios de crianças e adolescentes com asma leve/moderada com a de indivíduos saudáveis e correlacionar variáveis da espirometria com a força desses músculos nos indivíduos com asma. MÉTODOS: Estudo transversal com indivíduos (6-16 anos de idade) com diagnóstico clínico de asma leve/moderada e voluntários saudáveis pareados por idade e gênero. Foram determinados valores espirométricos, PImáx e PEmáx, sendo selecionadas três medidas reprodutíveis (variação < 10%). RESULTADOS: Foram avaliados 75 pacientes com asma e 90 controles. A média de idade foi de 10,0 ± 2,6 anos. Não houve diferenças estatisticamente significantes entre o grupos controle e asma em relação a PImáx (-89,7 ± 26,7 cmH2O vs. -92,2 ± 26,3 cmH2O; p = 0,541) e PEmáx (79,2 ± 22,9 cmH2O vs. 86,4 ± 24,0 cmH2O; p = 0,256). Os dois grupos foram subdivididos em crianças (6-12 anos) e adolescentes (13-16 anos). Nos subgrupos de crianças e adolescentes no grupo asma, houve diferença da PEmáx (74,1 ± 24,1 cmH2O vs. 92,1 ± 21,9 cmH2O; p < 0,001), mas não da PImáx (p = 0,285). Nos subgrupos de crianças e adolescentes no grupo controle, houve diferenças de PImáx (-79,1 ± 17,7 cmH2O vs. -100,9 ± 28,1 cmH2O; p < 0,001) e PEmáx (73,9 ± 18,7 cmH2O vs. 90,9 ± 28,1 cmH2O; p < 0,001). Não houve correlação das variáveis de espirometria com PImáx e PEmáx nos pacientes do grupo asma. CONCLUSÕES: Na presente amostra, a presença de asma não determinou alterações significativas na força dos músculos respiratórios.
Palavra-chave Asthma
Respiratory muscles
Respiratory function tests
Asma
Músculos respiratórios
Testes de função respiratória
Idioma Português
Data de publicação 2012-06-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 38, n. 3, p. 308-314, 2012.
ISSN 1806-3713 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 308-314
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132012000300005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000306163500005
SciELO S1806-37132012000300005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7155

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1806-37132012000300005-en.pdf
Tamanho: 346.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1806-37132012000300005-pt.pdf
Tamanho: 309.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta