Enterografia por tomografia computadorizada: uma avaliação de diferentes contrastes orais neutros

Enterografia por tomografia computadorizada: uma avaliação de diferentes contrastes orais neutros

Título alternativo Computed tomography enterography: a comparison of different neutral oral contrast agents
Autor D'Ippolito, Giuseppe Autor UNIFESP Google Scholar
Braga, Fernanda Angeli Autor UNIFESP Google Scholar
Resende, Marcelo Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Bretas, Elisa Almeida Sathler Autor UNIFESP Google Scholar
Nunes, Thiago Franchi Autor UNIFESP Google Scholar
Rosas, George de Queiroz Autor UNIFESP Google Scholar
Tiferes, Dario Ariel Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: The purpose of this study was to assess the performance of neutral oral contrast agents, comparing intestinal distention, distinction of intestinal wall, acceptance and side effects. MATERIALS AND METHODS: Prospective, randomized, and double-blinded study involving 30 patients who underwent computed tomography of abdomen and pelvis with administration of neutral oral contrast agents, divided into three groups according the contrast agent type: milk, water, and polyethylene glycol. The images were consensually analyzed by two observers, considering the degree of bowel distention and intestinal wall distinction. The patients responded to a questionnaire regarding the taste of the ingested solution and on their side effects. Kruskal-Wallis and chi-square tests were employed for statistical analysis. RESULTS: Among 40 studied intestinal segments, appropriate bowel distension (intestinal loop diameter > 2 cm) was observed in 14 segments (35%) in the milk group, 10 segments (25%) in the water group and 23 segments (57%) in the polyethylene glycol group (p = 0.01). Preparation with polyethylene glycol resulted in the best bowel distention, but it presented the worst taste and highest incidence of diarrhea as reported by patients. CONCLUSION: Bowel preparation with oral polyethylene glycol results in higher degree of bowel distention than with water or milk, but presents worst acceptance related to its taste and frequency of diarrhea as a side effect.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho de contrastes orais neutros, comparando a capacidade de distensão intestinal, a distinção da parede intestinal, a aceitação e os efeitos colaterais. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo prospectivo, randomizado e duplo-cego em 30 pacientes submetidos a tomografia computadorizada de abdome e pelve com administração de contraste oral neutro, divididos em três grupos: leite, água e polietilenoglicol. Os exames foram analisados quanto ao grau de distensão intestinal e distinção da parede intestinal por dois examinadores em consenso. Os pacientes responderam a um questionário referente ao sabor da solução ingerida e efeitos colaterais. Foram utilizados os testes Kruskal-Wallis e qui-quadrado para as análises estatísticas. RESULTADOS: Distensão intestinal adequada (calibre da alça maior que 2 cm) foi observada em 14 segmentos dos 40 estudados (35%) no grupo leite, em 10 segmentos (25%) no grupo água e em 23 segmentos (57%) no grupo polietilenoglicol (p = 0,01). O preparo com polietilenoglicol resultou na melhor distensão intestinal, porém apresentou o pior sabor e maior incidência de diarreia, referidos pelos pacientes. CONCLUSÃO: O preparo oral com polietilenoglicol promove maior grau de distensão intestinal do que quando se utiliza água ou leite, mas tem pior aceitação, relacionada ao seu sabor e frequência de diarreia.
Palavra-chave X-ray computed tomography
Small bowel
Contrast media
Tomografia computadorizada por raios X
Intestino delgado
Meios de contraste
Idioma Português
Data de publicação 2012-06-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 45, n. 3, p. 139-143, 2012.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 139-143
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842012000300004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842012000300004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7126

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842012000300004.pdf
Tamanho: 227.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta