Influência das características sociodemográficas e clínicas e do nível de dependência na qualidade de vida de pacientes com DPOC em oxigenoterapia domiciliar prolongada

Influência das características sociodemográficas e clínicas e do nível de dependência na qualidade de vida de pacientes com DPOC em oxigenoterapia domiciliar prolongada

Título alternativo Influence that sociodemographic variables, clinical characteristics, and level of dependence have on quality of life in COPD patients on long-term home oxygen therapy
Autor Cedano, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Belasco, Angélica Gonçalves Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Traldi, Fabiana Autor UNIFESP Google Scholar
Machado, Maria Christina Lombardi Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Bettencourt, Ana Rita de Cassia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate and correlate the quality of life (QoL) of COPD patients on long-term home oxygen therapy (LTOT) with their sociodemographic/clinical characteristics and level of dependence. METHODS: This was a cross-sectional analytical study involving COPD patients on LTOT followed at the Oxygen Therapy Outpatient Clinic of the Federal University of São Paulo Hospital São Paulo, in the city of São Paulo, Brazil. Sociodemographic, clinical, and biochemical data were collected. We assessed QoL and level of dependence using the Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) and the Katz index, respectively. Multiple linear regression models were constructed in order to determine the influence of these variables on QoL. RESULTS: We included 80 patients in the study. The mean age was 69.6 ± 9.1 years, and 51.3% were female. The lowest SF-36 scores were for the physical functioning and role-physical domains. All sociodemographic characteristics (except gender) were found to correlate significantly with the SF-36 domains mental health, vitality, role-physical, and social functioning. We also found that body mass index, PaO2, post-bronchodilator FEV1, hemoglobin, and Katz index correlated significantly with the physical functioning, mental health, role-physical, and bodily pain domains. In addition, oxygen flows were found to correlate negatively with the physical functioning, mental health, vitality, and role-emotional domains. CONCLUSIONS: Low scores for SF-36 domains, as well as the variables that negatively influence them, should be considered and analyzed during the development and implementation of strategies for improving the QoL of COPD patients on LTOT.

OBJETIVO: Avaliar e correlacionar a qualidade de vida (QV) de pacientes com DPOC em uso de oxigenoterapia domiciliar prolongada (ODP) com suas características sociodemográficas/clínicas e o nível de dependência. MÉTODOS: Estudo transversal analítico com portadores de DPOC em ODP acompanhados no Ambulatório de Oxigenoterapia do Hospital São Paulo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), em São Paulo (SP). Os pacientes foram avaliados quanto aos dados sociodemográficos, clínicos e laboratoriais. A qualidade de vida e o nível de dependência foram avaliados pelo Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) e índice de Katz, respectivamente. Modelos de regressão linear múltipla foram construídos para verificar a influência dessas variáveis na QV. RESULTADOS: A média de idade dos 80 pacientes incluídos foi 69,6 ± 9,1 anos, e 51,3% eram do sexo feminino. Os escores dos domínios do SF-36 mais baixos foram capacidade funcional e função física. Correlações significantes foram encontradas entre características sociodemográficas (exceto gênero) e os domínios saúde mental, vitalidade, função física e aspectos sociais, assim como entre várias características clínicas/laboratoriais (índice de massa corpórea, PaO2, VEF1 pós-broncodilatador, hemoglobina e índice de Katz) e os domínios capacidade funcional, saúde mental, função física e dor corporal. Houve correlações negativas entre os fluxos de oxigênio e os domínios capacidade funcional, saúde mental, vitalidade e função emocional. CONCLUSÕES: Os baixos escores nos domínios do SF-36 e as variáveis que os influenciam negativamente devem ser considerados e analisados na elaboração e implementação de estratégias para a melhoria da QV de portadores de DPOC em ODP.
Palavra-chave Pulmonary disease
chronic obstructive
Quality of life
Oxygen inhalation therapy
Doença pulmonar obstrutiva crônica
Qualidade de vida
Oxigenoterapia
Idioma Português
Data de publicação 2012-06-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Pneumologia. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, v. 38, n. 3, p. 331-338, 2012.
ISSN 1806-3713 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Extensão 331-338
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-37132012000300008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000306163500008
SciELO S1806-37132012000300008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7118

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1806-37132012000300008-en.pdf
Tamanho: 215.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S1806-37132012000300008-pt.pdf
Tamanho: 178.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta