Prevalence of self-reported chronic diseases in individuals over the age of 40 in São Paulo, Brazil: the Platino study

Prevalence of self-reported chronic diseases in individuals over the age of 40 in São Paulo, Brazil: the Platino study

Título alternativo Prevalência de doenças crônicas autorrelatadas em indivíduos acima de 40 anos em São Paulo, Brasil: estudo Platino
Autor Carvalho, Andréa K. Autor UNIFESP Google Scholar
Menezes, Ana Maria Baptista Google Scholar
Camelier, Aquiles Assunção Autor UNIFESP Google Scholar
Rosa, Fernanda Warken Autor UNIFESP Google Scholar
Nascimento, Oliver Augusto Autor UNIFESP Google Scholar
Pérez-Padilla, Rogelio Google Scholar
Jardim, José Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Lar Escola São Francisco
Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Medicina
Instituto Nacional de Enfermedades Respiratorias
Resumo Few studies have been conducted to determine the prevalence of chronic diseases and its impact in individuals aged 40 years or over in Brazil. The objective of this study is to evaluate the prevalence of some common chronic diseases in the Brazilian subgroup assessed by the PLATINO study using a self-reported survey. A total of 918 individuals (55% women) with a mean age of 54.6 ± 10.9 years were evaluated. The most prevalent diseases were obesity (62.5%), hypertension (39.2%) and gastritis (30.9%). We conclude from this study that there is a high prevalence of chronic diseases in the population over 40 years of age: 88% of the population suffers from a minimum of one disease and 26% of the sample suffers from at least three diseases. We also observed that the number of comorbidities increases with age.

Poucos estudos foram desenvolvidos para determinar a prevalência de doenças crônicas e suas associações em indivíduos com mais de 40 anos de idade no Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a prevalência de algumas doenças crônicas altamente prevalentes no país, de modo autorreferido, avaliadas no Estudo PLATINO em São Paulo, em uma amostra de base populacional. Novecentos e dezoito indivíduos (55% mulheres) com média de idade de 54,6 ± 10,9 anos foram avaliados. As três doenças mais prevalentes foram obesidade (62,5%), hipertensão (39,2%) e gastrite (30,9%). Há uma alta prevalência de doenças crônicas na população acima de 40 anos: 88% da amostra apresentaram pelo menos uma doença e 26%, pelo menos, três doenças; e o número de doenças apresentava tendência a aumentar com a idade.
Assunto Chronic Disease
Comorbidity
Health Promotion
Doença Crônica
Comorbidade
Promoção da Saúde
Idioma Inglês
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2012-05-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 28, n. 5, p. 905-912, 2012.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 905-912
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000500009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000304545300009
SciELO S0102-311X2012000500009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7089

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-311X2012000500009.pdf
Tamanho: 106.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)