Long-term thalidomide use in refractory cutaneous lesions of systemic lupus erythematosus

Long-term thalidomide use in refractory cutaneous lesions of systemic lupus erythematosus

Título alternativo Uso da talidomida por tempo prolongado no tratamento das lesões cutâneas refratárias do lúpus eritematoso sistêmico
Autor Sato, Emilia Inoue Autor UNIFESP Google Scholar
Assis, L. S. S. Autor UNIFESP Google Scholar
Lourenzi, V. P. Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, Luiz Eduardo Coelho Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the efficacy of long-term thalidomide treatment in cutaneous lesions of systemic lupus erythematosus (SLE), not responsive to conventional therapy. PATIENTS AND METHODS: Were selected 18 SLE patients (ACR criteria) with active cutaneous lesions not responsive to chloroquine, photoprotectors and low doses prednisone and who presented good response to thalidomide but relapsed after withdrawal of the drug. All female patients had no risk of pregnancy. Thalidomide was reintroduced and maintained at low dose (25-100mg/day) for a minimum of 6 months. RESULTS: Eighteen patients (16 females) with mean age of 34.2yo (16-57y.o.) received thalidomide for 6-21 months (mean 8.5m). The mean dose of prednisone at beginning of study was 38.3 mg/d and at the end was 9.7mg/d (p<0.05). Complete remission of cutaneous lesions was observed in thirteen patients (72%) and partial remission in five (28%). Side effects observed were: drowsiness in eight patients, intestinal constipation in 5, transient oliguria in 1, paresthesia of hand with normal electromyography in another one. All side effects disappeared with reduction of thalidomide dose and no patient needed to stop treatment owing to side effect. CONCLUSION: Thalidomide is a good alternative therapy to SLE patients with refractory cutaneous lesions and without any risk of pregnancy.

OBJETIVO: Avaliar a eficácia do uso prolongado de talidomida no tratamento das lesões cutâneas do lúpus eritematoso sistêmico (LES) refratárias ao tratamento convencional. PACIENTES E MÉTODOS: Foram avaliados 18 pacientes (16 mulheres) com LES (critério do ACR) com lesões cutâneas ativas não-responsivas ao uso de cloroquina, fotoprotetores e prednisona em doses baixas, que haviam apresentado boa resposta ao uso de talidomida, mas tiveram reativação das lesões após sua suspensão. Todas as pacientes femininas não tinham nenhum risco de gravidez. Talidomida foi reintroduzida e mantida em doses baixas (25-100mg/dia) por no mínimo seis meses. RESULTADOS: Dezoito pacientes (16 mulheres), com média de idade de 34,2 anos, receberam talidomida por 6 a 21 meses, com média de 8,5 meses. A dose média de prednisona, no início do estudo, foi de 38,3mg/dia e, no final, de 9,7 mg/dia (p<0,05). Remissão completa das lesões cutâneas foram observadas em 13 pacientes (72%) e remissão parcial em cinco (28%). Os efeitos colaterais observados foram: sonolência em oito, obstipação intestinal em cinco, oligúria transitória em um, parestesia em mãos com eletromiografia normal em um. Todos os efeitos colaterais desapareceram com redução da dose de talidomida e nenhum paciente necessitou suspender seu uso devido aos efeitos colaterais. CONCLUSÃO: A talidomida é uma boa alternativa terapêutica para pacientes com LES com lesões cutâneas refratárias ao tratamento convencional, e que não tenham nenhum risco de gravidez.
Palavra-chave Thalidomide
Systemic lupus erythematosus
Cutaneous lesions
Treatment
Talidomida
Lúpus eritematoso sistêmico
Lesões cutâneas
Tratamento
Idioma Inglês
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 1998-12-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 44, n. 4, p. 289-293, 1998.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 289-293
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42301998000400007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42301998000400007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/704

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42301998000400007.pdf
Tamanho: 562.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta