Reconhecimento da dor no recém-nascido por alunos de medicina, residentes de pediatria e neonatologia

Reconhecimento da dor no recém-nascido por alunos de medicina, residentes de pediatria e neonatologia

Título alternativo Identification of pain in neonates by medical students, residents in pediatrics and neonatology
Autor Silva, Anna Paula Marques Da Autor UNIFESP Google Scholar
Balda, Rita De Cássia Xavier Autor UNIFESP Google Scholar
Guinsburg, Ruth Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND AND OBJECTIVES: Learning about the painful phenomenon during medical qualification shapes future clinical practice. This study aimed at evaluating the perception and understanding of pain in neonates (NN) by medical students, residents in Pediatrics and Neonatology. METHOD: Cross-sectional study with 180 students from the 1st to the 6th year of Medicine, 42 residents in Pediatrics and 20 residents in Neonatology, from 2009 to 2010. Twelve theoretical questions about NN pain were applied. Respondents examined 3 photos: premature under mechanical ventilation, term baby receiving injection and pre-term baby submitted to tracheal aspiration, and scored pain intensity in the visual analog scale. Each student examined 2 panels with 8 photos of the face of 2 term NN, being one photo per panel with facial mimic of pain; and the student would point the photo of the NN with pain. Chi-square and ANOVA were used for statistical analysis. RESULTS: Mean number of right answers for theoretical questions has increased from 9 among students of the 1st and 2nd year of the medical course, to 11 for residents in Neonatology. Less than 75% of respondents have identified the painful face in panels 1 and 2, with no difference between students and residents. There has been no difference between students and residents in scores for the two premature photos. For the term NN receiving injection, residents in Pediatrics (p = 0.008) and Neonatology (p = 0.036) have scored more pain than students of the 3rd and 4th year of the Medical course. CONCLUSION: Medical course students and residents were no different in identifying pain in neonates.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O aprendizado a respeito do fenômeno doloroso durante a formação médica molda a prática clínica futura. O objetivo deste estudo foi avaliar a percepção e o conhecimento dos alunos de graduação em Medicina, residentes de Pediatria e de Neonatologia a respeito da dor no recém-nascido (RN). MÉTODO: Estudo transversal com 180 alunos do 1º ao 6º anos de Medicina, 42 residentes de Pediatria e 20 de Neonatologia, no período de 2009 e 2010. Foram aplicadas 12 questões teóricas sobre dor no RN. Os entrevistados examinaram 3 fotos: prematuro em ventilação mecânica, a termo recebendo injeção e pré-termo submetido à aspiração traqueal, e assinalaram em escala analógica visual a intensidade da dor. Cada aluno examinou 2 painéis de 8 fotos da face de dois RN a termo, sendo 1 foto por painel com mímica facial de dor presente; e o aluno apontava a foto do RN com dor. Na análise estatística empregaram-se os testes Qui-quadrado e ANOVA. RESULTADOS: Nas questões teóricas, o número médio de acertos se elevou de 9 nos alunos do 1º e 2º anos do curso de Medicina, para 11 nos residentes em Neonatologia. Nos painéis 1 e 2, menos de 75% dos entrevistados reconheceram a face de dor, sem diferenças entre alunos e residentes. Não houve diferenças entre alunos e residentes quanto aos escores assinalados para as duas fotos do prematuro. Para o RN a termo recebendo injeção, os residentes em Pediatria (p = 0,008) e Neonatologia (p = 0,036) atribuíram mais dor do que os alunos do 3º e 4º anos do curso médico. CONCLUSÃO: Os alunos do curso de medicina e residentes não diferiram quanto ao reconhecimento da presença de dor em recém-nascidos.
Palavra-chave Facial expression
Neonate
Pain
Pain evaluation
Teaching
Avaliação da dor
Dor
Ensino
Expressão facial
Recém-nascido
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2012-03-01
Publicado em Revista Dor. Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, v. 13, n. 1, p. 35-44, 2012.
ISSN 1806-0013 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
Extensão 35-44
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-00132012000100007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1806-00132012000100007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7021

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1806-00132012000100007.pdf
Tamanho: 1.700MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta