Efeito da infecção hospitalar da corrente sanguínea por Staphylococcus aureus resistente à oxacilina sobre a letalidade e o tempo de hospitalização

Efeito da infecção hospitalar da corrente sanguínea por Staphylococcus aureus resistente à oxacilina sobre a letalidade e o tempo de hospitalização

Título alternativo The effect of bloodstream hospital infection by Staphylococcus aureus resistant to methicillin on the mortality and the length of hospitalization
Autor Moreira, M. Autor UNIFESP Google Scholar
Medeiros, Eduardo Alexandrino Servolo de Autor UNIFESP Google Scholar
Pignatari, Antonio Carlos Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Wey, Sergio Barsanti Autor UNIFESP Google Scholar
Cardo, D.m. Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: To identify the attributed mortality rate of bloodstream hospital infection by Staphylococcus aureus resistant to methicillin (MRSA) and its effect on length of hospital stay. DESIGN:Case-control study SETTING: Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a 660-bed, tertiary-care teaching hospital in São Paulo, Brazil. PATIENTS: Seventy one adults patients with hospital-acquired MRSA bacteremia diagnosed between January 1, 1991, and September 30, 1992, and 71 MRSA-free controls were matched by the following criteria: age, sex, underlying disease, surgical procedure, same risk time and admissiom date. RESULTS: The incidence of patients with hospital sepsis by MRSA accounted for 73.22% of the patients with hospital bloodstream infection by Staphylococcus aureus . The mortality rate of the cases was 56.33 (40/71) and 11.26 (8/71) of the controls. The attributable mortality rate was 45.07% (OR=17.0; IC 95%=3.58 -- 202.26; p=0.000001). The length of hospital stay median time was of 32.55 days for the cases and 29.75 for the controls (p = 0.32). CONCLUSION: A high level of sepsis by MRSA was observed in all the Staphylococcus aureus bacteremia. The bloodstream hospital infection by MRSA itself does provide a high level of mortality independently from the patients base disease, without however, increasing their hospital length of stay.

OBJETIVO: Determinar a letalidade atribuída à infecção hospitalar da corrente sangüínea (IHCS) por Staphylococcus aureus resistente à oxacilina (SARO) e seu efeito sobre o tempo de hospitalização. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Estudo tipo caso controle envolvendo 71 pares de pacientes adultos internados em hospital de ensino no período de janeiro de 1991 a setembro de 1992, pareados para os seguintes critérios: idade, sexo, doença de base, procedimento cirúrgico, mesmo período de risco e data de admissão. RESULTADOS: A incidência de pacientes com sepses hospitalar por SARO representou 73,22% entre aqueles que desenvolveram bacteremia por Staphylococcus aureus. A taxa de letalidade dos casos foi de 56,33% (40/71). Oito controles morreram, o que corresponde à taxa de letalidade de 11,26% (8/71). A letalidade atribuída à infecção hospitalar da corrente sangüínea por SARO foi de 45,07% (OR=17,0; IC 95%=3,58 - 202,26; p=0,000001). Os casos permaneceram, em média, 32,5 dias internados no hospital, enquanto que os controles 29,7 dias (p=0,32). CONCLUSÕES: Observou-se elevada proporção de sepses por SARO entre todas as bacteremias por Staphylococcus aureus. A IHCS por SARO acarreta, por si só, uma alta taxa de letalidade, independentemente da doença que causou a internação, sem contudo, aumentar o tempo de permanência hospitalar.
Palavra-chave Sepsis
Mortality
Staphylococcus aureus
Cross infection
Sepses
Mortalidade
Staphylococcus aureus
Infecção hospitalar
Idioma Português
Data de publicação 1998-12-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 44, n. 4, p. 263-268, 1998.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 263-268
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42301998000400002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42301998000400002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/699

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42301998000400002.pdf
Tamanho: 112.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta