Eventos vitais estressores e lesão renal aguda em centros de terapia semi-intensiva e intensiva

Eventos vitais estressores e lesão renal aguda em centros de terapia semi-intensiva e intensiva

Título alternativo Stressful life events and acute kidney injury in intensive and semi-intensive care unities
Autor Diniz, Denise Para Autor UNIFESP Google Scholar
Marques, Daniella Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Blay, Sergio Luis Autor UNIFESP Google Scholar
Schor, Nestor Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo INTRODUCTION: Several studies point out that pathophysiological changes related to stress may influence renal function and are associated with disease onset and evolution. However, we have not found any studies about the influence of stress on renal function and acute kidney injury. OBJECTIVE: To evaluate the association between stressful life events and acute kidney injury diagnosis, specifying the most stressful classes of events for these patients in the past 12 months. METHODS: Case-control study. The study was carried out at Hospital São Paulo, in Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) and at Hospital dos Servidores do Estado de São Paulo, in Brazil. Patients with acute kidney injury and no chronic disease, admitted to the intensive or semi-intensive care units were included. Controls included patients in the same intensive care units with other acute diseases, except for the acute kidney injury, and also with no chronic disease. Out of the 579 patients initially identified, 475 answered to the Social Readjustment Rating Scale (SRRS) questionnaire and 398 were paired by age and gender (199 cases and 199 controls). RESULTS: The rate of stressful life events was statistically similar between cases and controls. The logistic regression analysis to detect associated effects of the independent variables to the stressful events showed that: increasing age and economic classes A and B in one of the hospitals (Hospital São Paulo - UNIFESP) increased the chance of a stressful life event (SLE). CONCLUSIONS: This study did not show association between the Acute Kidney Injury Group with a higher frequency of stressful life events, but that old age, higher income, and type of clinical center were associated.

INTRODUÇÃO: Diversos estudos evidenciam que as alterações fisiopatológicas, quando associadas ao estresse, podem influenciar a fisiologia renal e estão associadas ao aparecimento de doenças. Entretanto, não foi encontrado nenhum estudo que tivesse realizado investigação associando estresse e lesão renal aguda. OBJETIVO: Avaliar a associação entre os eventos vitais estressores e o diagnóstico de lesão renal aguda, especificando as classes de eventos mais estressores para esses pacientes, nos últimos 12 meses. MÉTODOS: Estudo caso-controle. Foi realizado no Hospital São Paulo da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e no Hospital dos Servidores do Estado de São Paulo. Foram incluídos pacientes com lesão renal aguda, sem doenças crônicas, assistidos em Centros de Terapia Intensiva ou semi-intensivas. Os Controles incluíram pacientes assistidos nos mesmos Centros de Terapia Intensiva, com outras doenças agudas, exceto lesão renal aguda e, também, sem doenças crônicas. Dos 579 pacientes inicialmente identificados, 475 responderam ao instrumento Social Readjustment Rating Scale (SRRS) e 398 pacientes foram pareados por idade e sexo (199 casos/199 controles). RESULTADOS: Constatou-se que a frequência dos eventos vitais estressores nos casos apresentava equivalência estatística aos controles. A regressão logística para examinar os efeitos combinados das variáveis independentes associados aos eventos estressantes evidenciou que: o aumento da idade e as classes econômicas AB intensificam a chance da presença do evento estressante em cerca de duas vezes; as classes socioeconômicas AB do Hospital São Paulo elevam a chance de evento estressante. CONCLUSÕES: O presente estudo não evidenciou que o grupo com lesão renal aguda estivesse associado à maior frequência de eventos estressores, mas idade e renda elevadas e, ainda, o tipo de centro clínico estão associados.
Palavra-chave Acute kidney injury
Intensive Care Units
Stress, psychological
Social class
Lesão renal aguda
Unidades de Terapia Intensiva
Estresse psicológico
Classe social
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2012-03-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Nefrologia. Sociedade Brasileira de Nefrologia, v. 34, n. 1, p. 50-57, 2012.
ISSN 0101-2800 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Nefrologia
Extensão 50-57
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002012000100008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-28002012000100008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6984

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-28002012000100008.pdf
Tamanho: 204.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta