Talamotomia e palidotomia estereotáxica com planejamento computadorizado no tratamento da doença de Parkinson: avaliação do desempenho motor a curto prazo de 50 pacientes

Talamotomia e palidotomia estereotáxica com planejamento computadorizado no tratamento da doença de Parkinson: avaliação do desempenho motor a curto prazo de 50 pacientes

Título alternativo Stereotaxic thalamotomy and pallidotomy with computerized planning without ventriculography in Parkinson's disease: short-term evaluation of motor function in 50 patients
Autor Ferraz, Fernando P. Autor UNIFESP Google Scholar
Aguiar, PatrÍcia M. C. Google Scholar
Ferraz, Henrique B. Autor UNIFESP Google Scholar
Bidó, José O. Google Scholar
Bouza, Armando A. Google Scholar
Andrade, Luiz Augusto Franco de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato Oliveira
Resumo We evaluated the motor function of 50 patients with Parkinson's disease, who underwent stereotaxic surgery with computerized planning, without ventriculography (ventrolateral thalamotomy- VLT- and/or posteroventral pallidotomy- PVP) before and one month after surgery. 27 unilateral TVL, 10 unilateral PVP, 6 bilateral PVP, and 7 TVL with PVP were performed. The motor evaluation was performed with the Unified Parkinson's Disease Rating Scale, motor score, during on and off periods. We observed a global motor improvement in all groups. The improvement of dyskinesias was obtained in the contralateral side of the body, in the PVP groups. From the 50 patients, 16 (32%) presented post-operative complications, 9 of these (56,25%) improved completely, 6 (37,25 %) improved partially, and 1 (6,25 %) did not improve during the first month. These results were considered satisfactory, and a long term analysis will show whether these benefits are long lasting or not.

Estudamos o desempenho motor de 50 pacientes com doença de Parkinson submetidos à cirurgia estereotáxica com planejamento computadorizado, sem ventriculografia (talamotomia ventro-lateral e/ou palidotomia póstero-ventral) antes e 1 mês após o procedimento cirúrgico. Foram realizadas 27 talamotomias ventro-laterais (TVL) unilaterais, 10 palidotomias póstero-ventrais (PPV) unilaterais, 6 PPV bilaterais, e 7 TVL associadas à PPV. A avaliação motora foi feita com a Escala Unificada para Doença de Parkinson, escore motor, nos períodos on e off. No total, houve melhora do escore motor em todos os grupos. A melhora das discinesias foi observada predominantemente no hemicorpo contralateral à cirurgia, no grupo das palidotomias. Dos 50 pacientes, 16 (32%) apresentaram complicações pós-operatórias, 9 destes (56,25%) se recuperaram totalmente, 6 (37,25%) mostraram melhora parcial, e 1 (6,25%) não apresentou melhora dentro do primeiro mês. Os resultados foram considerados satisfatórios, e a análise desses dados a longo prazo indicará se os benefícios são duradouros.
Palavra-chave Parkinson's disease
thalamotomy
pallidotomy
doença de Parkinson
talamotomia
palidotomia
Idioma Português
Data de publicação 1998-12-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 56, n. 4, p. 789-797, 1998.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 789-797
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1998000500014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X1998000500014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/695

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X1998000500014.pdf
Tamanho: 39.59KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta