Modelo de gestão em bancos de olhos e seu impacto no resultado destas organizações

Modelo de gestão em bancos de olhos e seu impacto no resultado destas organizações

Título alternativo Management performance of eye banks and its impact on those organizations results
Autor Hilgert, Christiana Velloso Rebello Autor UNIFESP Google Scholar
Sato, Elcio Hideo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Instituto Hilton Rocha
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To analyse the management of Sorocaba Eye Bank (BOS) and Santa Casa de Campo Grande Eye Bank (BOSC) with distinct results regarding number of donations using Prêmio Nacional Gestão em Saúde (PNGS) criteria for performance excellence. METHODS: All the personel of the two eye banks were submitted to an interview using the 'Are We Making Progress?' questionnaire from Malcolm Baldrige Quality Program. The questionnaire items were organized by the seven criteria categories, as the PNGS's (Leadership, Strategic Planning, Customer and Market Focus, Measurement, Analysis and Knowledge Management, Human Resource Focus, Process Management, Bussiness Results). The findings were studied upon Fischers' exact test and Non parametric U test (Mann-Whitney) to compare the medium scores between the two Institutions. RESULTS: Twenty-one employees from BOS and 08 from BOSC were submitted to the questionnaire. The Mann-Whitney test showed a higher level of agreement to the questionnaire proposals from BOS than the ones from BOSC in 6 out from the 7 items studied (Leadership, Strategic Planning, Costumer and Market Focus, Human Resource Focus, Process Management, Bussiness Results). There wasn't any statisticaly significant difference related to the criteria Measurement, Analysis and Knowledge Management. The highest difference on the concordance level between the two organizations was related to Process Management (p<0.001). CONCLUSION: The BOS management performance has distinct and statistically significant aspects compared to BOSC, shown on 6 out of 7 criteria studied by the questionnaire used. These data showed that the BOS performance management is closer to internationally accepted concepts of performance excellence, based on both PNGS Criteria and Malcolm Baldrige Quality Program, than BOSC.

OBJETIVO: Avaliar a eficácia do modelo de gestão adotado pelo Banco de Olhos de Sorocaba (BOS) e Banco de Olhos da Santa Casa de Campo Grande (BOSC), segundo os critérios do Prêmio Nacional de Gestão em Saúde (PNGS) e demonstrar as características comuns e discordantes entre os dois Bancos de Olhos e um paralelo entre a efetividade do modelo de gestão adotado e o resultado destas organizações na doação de córneas. MÉTODOS: Foi aplicado o questionário Como estamos progredindo?, disponibilizado pela Fundação Malcolm Baldrige, composto por 40 questões fechadas agrupadas nos sete critérios do PNGS (Liderança, Planejamento Estratégico, Foco no Cliente e no Mercado, Foco em Recursos Humanos, Critério Gestão de Informações, Gestão de Processos, e Resultados) em toda a força de trabalho das duas instituições (21 funcionários do BOS e 8 do BOSC). Os resultados foram analisados utilizando o Teste Exato de Fischer e Teste não-paramétrico U de Mann-Whitney para comparação das médias entre as duas instituições. RESULTADOS: Foram entrevistados 21 funcionários do BOS e 8 funcionários do BOSC). O teste de Mann-Whitney mostrou uma maior concordância às proposições do questionário pelos respondentes do BOS em 6 dos 7 itens estudados (Liderança, Planejamento Estratégico, Foco no Cliente e no Mercado, Foco em Recursos Humanos, Gestão de Processos, e Resultados). Não houve diferença estatisticamente significativa no Critério Gestão de Informações. A maior diferença entre as duas instituições foi encontrada no critério Gestão de Processos (p<0.001). CONCLUSÃO: O modelo de gestão presente no BOS apresenta aspectos distintos e estatisticamente significantes comparados ao BOSC, em 6 dos 7 critérios estudados pelo questionário aplicado. O BOS é o que mais se aproxima de conceitos internacionalmente aceitos de excelência em gestão baseados nos critérios do PNGS do que o BOSC, sendo um dos motivos prováveis do resultado positivo no número de doações de córnea.
Palavra-chave Eye banks
Corneal transplant
Health management
Health evaluation
Bancos de olhos
Transplante de córnea
Gestão em saúde
Avaliação em saúde
Idioma Português
Data de publicação 2012-02-01
Publicado em HILGERT, Christiana Velloso Rebello; SATO, Élcio Hideo. Modelo de gestão em bancos de olhos e seu impacto no resultado destas organizações. Rev. bras.oftalmol., Rio de Janeiro , v. 71, n. 1, p. 28-35, fev. 2012
ISSN 0034-7280 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Extensão 28-35
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72802012000100006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000301587800006
SciELO S0034-72802012000100006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6948

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-72802012000100006.pdf
Tamanho: 658.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta