Dificuldades para enfrentar sozinho as demandas do tratamento: vivências do adolescente hemofílico

Dificuldades para enfrentar sozinho as demandas do tratamento: vivências do adolescente hemofílico

Título alternativo Difficulties in facing alone the demands of treatment: experiences of the adolescent hemophiliac
Dificultades para enfrentar solo las demandas del tratamiento: vivencias del adolescente hemofílico
Autor Vrabic, Ana Claudia Acerbi Google Scholar
Ribeiro, Circéa Amália Autor UNIFESP Google Scholar
Ohara, Conceicao Vieira da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Borba, Regina Issuzu Hirooka de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To understand the reasons why the adolescent hemophiliac does not adhere to hemophilia treatment. METHODS: A qualitative study, conducted with seven adolescents, whose data were collected through semistructured interviews, using symbolic interactionism as the theoretical reference and interpretive interactionism as the methodology. RESULTS: Adolescents can not meet the demands and difficulties of the recommended treatment alone, they do not assume responsibilities inherent in this, and at the same time, judge what is appropriate treatment, while not valuing as essential the preventive aspects and feeling disbelief of its effectiveness against complications, as well as being dissatisfied with the care received in the service. CONCLUSIONS: The results reinforced the importance of family support to guarantee continuity of treatment for the adolescent hemophiliac and to provide additional subsidies to rethink care provided to them in specialized services, in order to facilitate the delivery of assistance geared to the demands of this population.

OBJETIVO: Comprender las razones por las cuales el adolescente hemofílico no se adhiere al tratamiento de hemofilia. MÉTODOS: Estudio cualitativo, realizado con siete adolescentes, cuyos datos fueron recolectados por entrevistas semiestructuradas, siendo y Interaccionismo Simbólico el referencial teórico y el Interaccionismo Interpretativo, el metodológico. RESULTADOS: los adolescentes no consiguen enfrentar solos las demandas y dificultades del tratamiento preconizado, por no asumir las responsabilidades inherentes al mismo, además de juzgar que hacen el tratamiento adecuado, aunque no valorizando los aspectos preventivos esenciales y percibirse descreyentes de su efectividad contra las complicaciones además de insatisfechos con la atención recibida en el servicio. CONCLUSIONES: los resultados refuerzan la importancia del apoyo de la familia para garantizar la continuidad del tratamiento al adolescente hemofílico y ofrecen subsidios para repensar la asistencia prestada a ellos en los servicios especializados, en el sentido de favorecer la conducción de una atención volcada a las demandas de esa población.

OBJETIVO: Compreender as razões pelas quais o adolescente hemofílico não adere ao tratamento de hemofilia. MÉTODOS: Estudo qualitativo, realizado com sete adolescentes, cujos dados foram coletados por entrevistas semiestruturadas, sendo o Interacionismo Simbólico o referencial teórico e o Interacionismo Interpretativo, o metodológico. RESULTADOS: os adolescentes não conseguem enfrentar sozinhos as demandas e dificuldades do tratamento preconizado, por não assumirem as responsabilidades inerentes ao mesmo, além de julgarem que fazem o tratamento adequado, mesmo não valorizando os aspectos preventivos essenciais e perceberem-se descrentes de sua efetividade contra as complicações além de insatisfeitos com o atendimento recebido no serviço. CONCLUSÕES: os resultados reforçaram a importância de apoio da família para garantir a continuidade do tratamento ao adolescente hemofílico e oferecem subsídios para repensar a assistência prestada a eles nos serviços especializados, no sentido de favorecer a condução de um atendimento voltado às demandas dessa população.
Palavra-chave Hemophilia A
Adolescent health
Adolescent health services
Patient dropout
Pediatric nursing
Hemofilia A
Saúde do adolescente
Serviços de saúde para adolescentes
Pacientes desistentes do tratamento
Enfermagem pediátrica
Idioma Português
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 25, n. 2, p. 204-210, 2012.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 204-210
Fonte http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002012000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000320874700008
SciELO S0103-21002012000200008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6930

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-21002012000200008-en.pdf
Tamanho: 319.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo
Nome: S0103-21002012000200008-pt.pdf
Tamanho: 323.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta