Chin tremor in full-term neonate after hypoxia

Chin tremor in full-term neonate after hypoxia

Título alternativo Tremor de mento em recém-nascido no termo após hipóxia neonatal
Autor Scattolin, Mônica Ayres de Araújo Autor UNIFESP Google Scholar
Marx, Catherine Autor UNIFESP Google Scholar
Guinsburg, Ruth Autor UNIFESP Google Scholar
Masruha, Marcelo Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Vilanova, Luiz Celso Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT: Newborns may present a range of motor phenomena that are not epileptic in nature. Chin tremor is an unusual movement disorder that typically starts in early childhood and may be precipitated by stress and emotion. Its pathophysiology has not been fully elucidated. CASE REPORT: We describe a full-term newborn that, immediately after neonatal anoxia, presented body and chin tremors that were unresponsive to anti-epileptic drugs. Subsequent neurological evaluation revealed signs of pyramidal tract damage and chin tremor triggered by percussion and crying. We discuss the hypothesis that the anatomopathological abnormality may lie at the level of the higher cortical centers or midbrain. CONCLUSIONS: Further studies are needed in order to gain greater comprehension of neonatal tremors. Recognition of the various etiological possibilities and consequent management of treatable causes is essential for care optimization.

CONTEXTO: O recém-nascido está sujeito a uma gama de fenômenos motores de natureza não epiléptica. O tremor do mento é um distúrbio do movimento incomum que tem início habitual na infância e pode ser precipitado por estresse e emoção. Sua fisiopatologia não foi completamente elucidada. RELATO DE CASO: Descrevemos um recém-nascido no termo, que, após anóxia neonatal, apresentou tremor de corpo e mento não responsivo ao uso de drogas antiepilépticas. A avaliação neurológica posterior revelou sinais de lesão do trato piramidal e tremor de mento desencadeado por choro e percussão. Discutimos a hipótese de que as alterações anatomopatológicas estejam localizadas no mesencéfalo ou centros corticais superiores. CONCLUSÕES: São necessários novos estudos para maior compreensão dos tremores em recém-nascidos. O reconhecimento das diversas possibilidades etiológicas e o decorrente manejo das causas tratáveis são essenciais para a otimização do atendimento.
Palavra-chave Hypoxia, brain
Tremor
Chin
Infant, newborn
Neurology
Hipóxia encefálica
Tremor
Queixo
Recém-nascido
Neurologia
Idioma Inglês
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em SCATTOLIN, Mônica Ayres de Araújo et al . Chin tremor in full-term neonate after hypoxia. Sao Paulo Med. J., São Paulo , v. 130, n. 6, p. 409-412, 2012
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 409-412
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802012000600009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000313867900009
SciELO S1516-31802012000600009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6911

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802012000600009.pdf
Tamanho: 169.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta