Estudo da regeneração de nervos tibiais de ratos Wistar em sutura primária com gap e sem gap, cobertos por segmentos de veia

Estudo da regeneração de nervos tibiais de ratos Wistar em sutura primária com gap e sem gap, cobertos por segmentos de veia

Título alternativo Study of tibial nerve regenration in Wistar rats in primary neurorrhaphy with and without gap, wrapped in vein segments
Autor Santos, Ewerton Bastos Dos Autor UNIFESP Google Scholar
Fernandes, Marcela Autor UNIFESP Google Scholar
Santos, João Baptista Gomes dos Autor UNIFESP Google Scholar
Leite, Vilnei Mattioli Autor UNIFESP Google Scholar
Valente, Sandra Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Faloppa, Flávio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: This study compared nerve regeneration in Wistar rats, using epineural neurorrhaphy with a gap of 1.0 mm and without a gap, both wrapped with jugular vein tubes. Motor neurons in the spinal cord between L3 and S1 were used for the count, marked by exposure of the tibial nerve to Fluoro-Gold (FG). METHOD: The tibial nerves on both sides were cut and sutured, with a gap on one side and no gap in the other. The sutures were wrapped with a jugular vein. Four months after surgery the tibial nerves were exposed to Fluoro-Gold and the motor neuron count performed in the spinal cord. RESULTS: The results were statistically analyzed by the paired Wilcoxon test. There was a statistical difference between the groups with and without gap in relation to the motor neuron count (p=0.013). CONCLUSION: The epineural neurorraphy without gap wrapped with jugular vein showed better results for nerve regeneration than the same procedure with gap. Level of Evidence: Experimental Study.

OBJETIVO: O presente estudo comparou, em ratos da raça Wistar, a regeneração nervosa nas suturas epineurais com espaçamento de 1,0mm (com gap) e sem espaçamento (sem gap), ambos cobertos com tubo de veia jugular externa, através da contagem de motoneurônios no nível da medula espinhal entre L3 e S1, marcados por meio de exposição do nervo tibial ao Fluoro - Goldâ (FG). MÉTODO: Os nervos tibias de ambos os lados foram seccionados e foram realizadas suturas epineurais com gap e, no lado contralateral, sem gap sendo que as suturas foram cobertas com tubo de veia. Após quatro meses do procedimento cirúrgico, os nervos tibias foram expostos ao FG, perfundidos e realizada a contagem dos motoneurônios na medula espinhal. RESULTADOS: Para a análise estatística foi utilizado o teste de Wilcoxon pareado, onde obtivemos um resultado estatisticamente significante entre o número de motoneurônios do grupo com gap em relação ao sem gap (p= 0,013). CONCLUSÃO: Obtivemos melhores resultados na contagem de motoneurônios daqueles nervos onde haviam sido realizadas as suturas primárias sem gap, quando comparados com as suturas com gap. Nível de Evidência: Estudo Experimental.
Palavra-chave Fluorescent dyes
Nerve regeneration
Tibial nerve
Wistar rats
Suture techniques
Corantes fluorescentes
Regeneração nervosa
Nervo tibial
Ratos Wistar
Técnicas de sutura
Idioma Português
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 20, n. 3, p. 165-169, 2012.
ISSN 1413-7852 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 165-169
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522012000300006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-78522012000300006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6906

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-78522012000300006.pdf
Tamanho: 323.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta