Formação em Psicologia no contexto das diretrizes curriculares nacionais: uma discussão sobre os cenários da prática em saúde

Formação em Psicologia no contexto das diretrizes curriculares nacionais: uma discussão sobre os cenários da prática em saúde

Título alternativo Education in Psychology in the context of national curriculum guidelines: a discussion on health care practice settings
Formación en Psicología en el contexto de las directrices curriculares nacionales: una discusión sobre los escenarios de la práctica en salud
Autor Poppe, Andrea Regina Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The aim of this study was to analyze the contributions that health care practice settings offer for students´ education in the undergraduation course of Psychology and regarding the New Curriculum Guidelines. This research was developed from the perspective of qualitative research involving two psychology courses in universities located in Santos/SP. Semi-structured interviews with 13 teachers and 4 students, focus groups with 14 students and document analysis of projects of the available online courses were used for data production. Data analysis focused on content analysis. The results showed that changes in the curriculum guidelines for the psychology course were positive, with emphasis on the inclusion of students in practice settings since the early years and the possibility of each institution to choose the emphases. They also indicate the need for further discussion of a more general education, as well as a psychological practice based on the principles of SUS (Unique Health System). The analyzes allowed to identify the points that still require further investigations and new investigations revealing the contemporality and the complexity of the theme in the context of changes in educational psychology as well as in the graduation courses in the country.

Este artículo analiza las contribuciones que los escenarios de la práctica en salud, en la graduación en Psicología y en la perspectiva de las Nuevas Directrices Curriculares, ofrecen a la formación. La pesquisa fue desarrollada en la perspectiva de la investigación cualitativa e involucró dos cursos de Psicología en universidades ubicadas en la Baixada Santista/SP. Se utilizó para el desarrollo de la investigación las técnicas de entrevista semiestructurada con 13 profesores y 4 alumnos, grupos focales con 14 alumnos y análisis documental de los proyectos de los cursos, disponibles online, para la producción de los datos. En el campo del análisis de datos, se privilegió el análisis de contenido. Los resultados revelaron que cambios en las directrices curriculares para el curso de Psicología fueron consideradas positivas, con destaque para la inserción de los alumnos en escenarios de la práctica desde los primeros años y la posibilidad de que cada institución pudiese elegir los énfasis, e indican, también, la necesidad de la profundización de la discusión acerca de una formación más generalista así como de una práctica psicológica más pautada en los principios del SUS. Los análisis emprendidos permitieron aproximar focos que aún demandan profundización y nuevas investigaciones, revelando la contemporaneidad del tema y su complejidad en el contexto no apenas de las transformaciones en la enseñanza de la Psicología sino también de los cambios en la educación superior del País.

Este artigo analisa as contribuições que os cenários da prática em saúde, na graduação em Psicologia e na perspectiva das Novas Diretrizes Curriculares, oferecem à formação. A pesquisa foi desenvolvida na perspectiva da pesquisa qualitativa e envolveu dois cursos de Psicologia em universidades situadas na Baixada Santista/SP. Utilizou-se para o desenvolvimento da pesquisa as técnicas de entrevista semiestruturada com 13 professores e 4 alunos, grupos focais com 14 alunos e análise documental dos projetos dos cursos, disponíveis online, para produção dos dados. No campo da análise de dados, privilegiou-se a análise de conteúdo. Os resultados revelaram que mudanças nas diretrizes curriculares para o curso de Psicologia foram consideradas positivas, com destaque para a inserção dos alunos em cenários da prática a partir dos primeiros anos e a possibilidade de cada instituição poder escolher as ênfases, e indicam, também, a necessidade do aprofundamento da discussão acerca de uma formação mais generalista bem como de uma prática psicológica mais pautada nos princípios do SUS. As análises empreendidas permitiram aproximar focos que ainda demandam aprofundamento e novas investigações, revelando a contemporaneidade do tema e sua complexidade no contexto não apenas das transformações no ensino da Psicologia como também das mudanças na educação superior do País.
Palavra-chave Educational psychology
Health
Psyhcology education
Higher education
Formação do psicólogo
Saúde
Ensino da psicologia
Ensino superior
Idioma Português
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em Psicologia: Ciência e Profissão. Conselho Federal de Psicologia, v. 32, n. 4, p. 986-999, 2012.
ISSN 1414-9893 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Federal de Psicologia
Extensão 986-999
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932012000400016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1414-98932012000400016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6895

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1414-98932012000400016.pdf
Tamanho: 2.126MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta