Anatomia radiográfica da região proximal do fêmur: correlação com a ocorrência de fraturas

Anatomia radiográfica da região proximal do fêmur: correlação com a ocorrência de fraturas

Título alternativo Radiographic anatomy of the proximal femur: correlation with the occurrence of fractures
Autor Pires, Robinson Esteves Santos Google Scholar
Prata, Eric Fontes Google Scholar
Gibram, Athos Vilela Google Scholar
Santos, Leandro Emilio Nascimento Google Scholar
Lourenço, Paulo Roberto Barbosa de Toledo Google Scholar
Belloti, Joao Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the correlation between radiographic parameters of the proximal femur anatomy and fractures. METHODS: Three hundred and five digital x-rays of the pelvis were analyzed in the anteroposterior view. Of these x-rays, twenty-seven showed femoral neck or transtrochanteric fractures. The anatomical parameters analyzed were: femoral neck width (FNW), femoral neck length (FNL), femoral axis length (FAL), cervicodiaphyseal angle (CDA), acetabular tear-drop distance (ATD) and great trochanter-pubic symphysis distance (GTPSD). The analysis was performed by comparing the results of the x-rays with and without proximal femoral fracture, to establish a correlation between them. RESULTS: No differences were found between the anatomical parameters of the groups with and without proximal femoral fracture. CONCLUSION: There was no association between anatomical changes in the proximal femur and greater susceptibility to fractures. Level of evidence IV, Cross-sectional Study.

OBJETIVO: Avaliar se existe correlação entre parâmetros radiográficos da anatomia da região proximal do fêmur e a ocorrência de fraturas. MÉTODOS: Trezentas e cinco radiografias digitais da bacia foram analisadas na incidência ântero-posterior. Destas radiografias, vinte e sete apresentavam fratura do colo femoral ou transtrocantérica. Os parâmetros anatômicos analisados foram: Largura do colo femoral (LCF), comprimento do colo femoral (CCF), comprimento do eixo femoral (CEF), ângulo cérvico-diafisário (ACD), distância entre as lágrimas acetabulares (DLA) e a distância grande trocânter- sínfise púbica (DGTSP).Foram analisadas, comparativamente, as radiografias com e sem fratura da região proximal do fêmur, para verificar se existem parâmetros radiográficos que estão associados com maior probabilidade de ocorrência de fratura do colo femoral ou transtrocantérica. RESULTADOS: Não foi encontrada diferença entre os parâmetros anatômicos dos grupos com e sem fratura na região proximal do fêmur. CONCLUSÃO: Não foi encontrada nenhuma associação entre alterações anatômicas na região proximal do fêmur e maior susceptibilidade à ocorrência de fraturas. Nível de evidência IV, Estudo Transversal.
Palavra-chave Femur
Femoral fractures
Femur neck
Radiography
Fêmur
Fraturas do fêmur
Colo do fêmur
Radiografia
Idioma Português
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em Acta Ortopédica Brasileira. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 20, n. 2, p. 79-83, 2012.
ISSN 1413-7852 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 79-83
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522012000200004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1413-78522012000200004 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6893

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1413-78522012000200004.pdf
Tamanho: 353.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta