Discrimination, stigma, and AIDS: a review of academic literature produced in Brazil (2005-2010)

Discrimination, stigma, and AIDS: a review of academic literature produced in Brazil (2005-2010)

Título alternativo Discriminação, estigma e AIDS: revisão da produção acadêmica nacional (2005-2010)
Autor Monteiro, Simone Google Scholar
Villela, Wilza Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Knauth, Daniela Google Scholar
Instituição Fundação Oswaldo Cruz Instituto Oswaldo Cruz
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Medicina
Resumo Given the implications of stigma for HIV/AIDS prevention and control of the epidemic, as emphasized by UNAIDS, this study analyzes the Brazilian academic production on health, AIDS, stigma, and discrimination, available in the SciELO database from 2005 to 2010. Brazilian research on the theme is modest as compared to the international literature, but the studies follow the same trend of focusing on individual experiences of discrimination as opposed to analysis of stigma and discrimination as social processes associated with power relations and domination (macro-social structures) and the characteristics of individuals and social groups that shape social interactions. The current study seeks to analyze the reasons for the scarcity of studies on the social perspective towards stigma and discrimination in the field of public health and the implications for the development of proposals to deal with HIV/AIDS-related discrimination.

Frente às implicações do estigma para a prevenção e o controle da epidemia de HIV/AIDS, destacada pela UNAIDS, este trabalho analisa a produção acadêmica nacional sobre saúde, AIDS, estigma e discriminação, disponível no SciELO, de 2005 a 2010. Constatou-se que a literatura sobre o tema não é expressiva, quando comparada à literatura internacional; no entanto, os trabalhos seguem a mesma tendência de privilegiar as experiências individuais de discriminação, em detrimento da análise do estigma e da discriminação como processos sociais, associados às relações de poder e dominação (estruturas macrossociais), assim como às características dos indivíduos e grupos sociais que conformam as interações sociais. O trabalho busca analisar as razões para a escassez de estudos sobre a perspectiva social do estigma e da discriminação no campo da saúde pública, e suas implicações para o desenvolvimento de propostas de enfrentamento da discriminação associada ao HIV/AIDS.
Assunto Social Stigma
Prejudice
Sexually Transmitted Diseases
Acquired Immunodeficiency Syndrome
Estigma Social
Preconceito
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ)
Data 2012-01-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 28, n. 1, p. 170-176, 2012.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 170-176
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000100018
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000299383700018
SciELO S0102-311X2012000100018 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6877

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-311X2012000100018.pdf
Tamanho: 72.90Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)