Blood pressure control in hypertensive patients within Family Health Program versus at Primary Healthcare Units: analytical cross-sectional study

Blood pressure control in hypertensive patients within Family Health Program versus at Primary Healthcare Units: analytical cross-sectional study

Título alternativo Controle da hipertensão arterial em pacientes no Programa de Saúde da Família versus na Unidade Básica de Saúde: estudo transversal analítico
Autor Martins, Telma Lima Google Scholar
Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Edina Mariko Koga da Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade de Medicina de Petrópolis
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT AND OBJECTIVE: Hypertension is a public health problem due to its high prevalence and long-term cardiovascular complications. In Brazil in 2005, cardiovascular diseases were responsible for 28% of all deaths. Efforts are being made within primary care to achieve adequate hypertension control. The Family Health Program (FHP) has the aims of promoting quality of life and intervening in factors that put this at risk. The objective of this study was to evaluate the rate of blood pressure control among patients followed up at FHP units compared with those at primary healthcare units (PHUs). DESIGN AND SETTING: Analytical cross-sectional study in the municipality of Petrópolis, Rio de Janeiro, from January to December 2005. METHODS: Five hundred patients with a diagnosis of hypertension were included: 250 were being followed up at two FHP units and 250 at two PHUs. The diagnosis of hypertension was based on the Fourth Brazilian Hypertension Consensus, and the patients needed to have been under follow-up at the units for at least 12 months. Patients' blood pressure was considered to be under control if it was less than 140/90 mmHg at the last consultation. RESULTS: Blood pressure was under control in 29.2% (n = 73) at FHP units and 39.23% (n = 98) at PHUs (odds ratio = 0.64; confidence interval = 0.44-0.93; P = 0.024). CONCLUSION: Blood pressure control was better among patients followed up at PHUs than among those followed up at FHP units.

CONTEXTO E OBJETIVO: A hipertensão arterial (HA) é um problema de saúde pública por sua elevada prevalência e complicações em longo prazo. No Brasil as doenças cardiovasculares foram responsáveis, em 2005, por 28% do total de óbitos em geral. Esforços vêm sendo implementados na atenção básica para o seu adequado controle. O Programa de Saúde da Família tem o objetivo de promover qualidade de vida assim como intervir nos fatores que a coloquem em risco. O objetivo deste estudo foi verificar a taxa de controle da HA em pacientes acompanhados nas Unidades de Saúde da Família (USF) comparados com pacientes acompanhados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal analítico, no município de Petrópolis, Rio de Janeiro, entre janeiro e dezembro de 2005. MÉTODOS: Foram incluídos 500 pacientes com diagnóstico de HA, sendo 250 em acompanhamento em duas USF e 250 em duas UBS. O diagnóstico de HA foi baseado no IV Consenso Brasileiro de Hipertensão e os pacientes precisavam estar em acompanhamento nas Unidades por no mínimo 12 meses. Foram considerados controlados os pacientes que apresentaram níveis pressóricos inferiores a 140/90 mmHg na última consulta. RESULTADOS: A taxa de controle da pressão arterial foi de 29,2% (n = 73) nas USF e de 39,23% (n = 98) nas UBS (odds ratio = 0,64; intervalo de confiança = 0,44-0,93), P = 0,024). CONCLUSÃO: Foi observado melhor controle da pressão arterial nos pacientes acompanhados nas UBS quando comparados aos pacientes acompanhados nas USF.
Palavra-chave Hypertension
Health plan implementation
Public health
Population control
Health education
Hipertensão
Implementação de plano de saúde
Saúde pública
Controle da população
Educação em saúde
Idioma Inglês
Data de publicação 2012-01-01
Publicado em MARTINS, Telma Lima; ATALLAH, Álvaro Nagib; SILVA, Edina Mariko Koga da. Blood pressure control in hypertensive patients within Family Health Program versus at Primary Healthcare Units: analytical cross-sectional study. Sao Paulo Med. J., São Paulo , v. 130, n. 3, p. 145-150, 2012
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 145-150
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802012000300003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000306368400003
SciELO S1516-31802012000300003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6874

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802012000300003.pdf
Tamanho: 126.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta