Avaliação do sensor de contratilidade cardíaca em sistema DDDR: estudo multicêntrico

Avaliação do sensor de contratilidade cardíaca em sistema DDDR: estudo multicêntrico

Autor Andrade, José Carlos S. Autor UNIFESP Google Scholar
Andrade, Veridiana S. Autor UNIFESP Google Scholar
Buffolo, Enio Autor UNIFESP Google Scholar
Greco, Oswaldo Tadeu Google Scholar
Lopes, Marly Gerola Google Scholar
Macedo Júnior, Antônio Google Scholar
Menezes Júnior, Antônio da Silva Google Scholar
Moraes, Antônio Vitor Google Scholar
Mota, Newton José Martins Google Scholar
Pachón, José Carlos Google Scholar
Schaldach, Marc Google Scholar
Tebexreni, Antonio Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Tomas, Aldo Auler Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Instituto de Moléstias Cardiovasculares de São José do Rio Preto
Hospital Osvaldo Cruz
Hospital Santa Helena
Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto
Hospital Santa Isabel
Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
Alexander Universitat
Hospital São Marcos
Resumo Introduction: The treatment of AV conduction disorders associated with sinus node illness employing DDDR pacemakers, has motivated the surch for an ideal sensor.Objective: Evaluate the heart rate response of the contractility sensor pacemaker both during the physical effort and mental stress of daily life in out patient tests for patients with bradycardia and chronotropic incompetence.Material and Methods: We use the brazilian Multicentric Study Inos DR Project _ Brazil working with a DDDR stimulation system which uses the myocardial contractility state chronotropic 38 patients presenting; incompetence were selected, 21 men and 17 women, with age ranging from 13 to 83 years (mean 57 years). The pacemaker utilizes intrinsic cardiovascular information (cardiac contractility from the measure of the unipolar cardiac impedance) for heart rate adaptation, in a closed loop system that theoretically adjusts to all physiologic needs. The system calibration and programation were performed 30 days after implantation (stabilization of heart-lead interface), based on the tests of mental stress (mathematical) and treadmill test, monitoring heart rate histogram of frequency and oxygen consumption.Results: The acute stimulation threshold mean is 0.82 volts and 0.55 volts, and the mean sensibility is 2.37 mV and 10.61 mV, to atrium and ventricle respectively. The mean chronic stimulation threshold is 1.44 V and 1.18, and the mean sensibility threshold mean is 2.81 mV and 6 mV, to atrium and ventricle respectively. The heart rate varied from 5% to 128% on physical activity and from 5% to 80% on mental activity, with elevation right at the beginning of activity, permitting a normal oxygen consumption curve similar to that of normal person of the same age, sex and weight. The average data were compared using T Student test and the variables using variance analysis.Conclusion: The cardiac contractility sensor has an excelent performance on heart rate adaptation, with similar values produced by the autonomous nervous system of normal subjects.

Introdução: O tratamento de distúrbios na condução atrioventricular associados a doenças do nó sinusal com o emprego de marcapassos DDDR tem incentivado a procura de um sensor ideal.Objetivo: Avaliar a resposta de freqüência do marcapasso com sensor de contratilidade em situações de esforço físico e mental, tanto em laboratório como em atividades diárias de pacientes com bradicardia e insuficiência cronotrópica.Casuística e Métodos: Do estudo multicêntrico brasileiro Projeto Inos DR _ Brasil, que emprega um sistema de estimulação DDDR cujo indicador é o estado contrátil do miocárdio, foram selecionados 38 pacientes com insuficiência cronotrópica, sendo 21 do sexo masculino e 17 do sexo feminino, com idades variando de 13 a 83 anos (média de 57 anos). O marcapasso utiliza um parâmetro do próprio controle cardiovascular (contratilidade cardíaca obtida pela medida da impedância cardíaca unipolar) para a adaptação da freqüência cardíaca, num sistema de malha fechada que, teoricamente, possibilita um ajuste a todas as necessidades fisiológicas. A calibração e programação do sistema só foi realizada 30 dias após o implante (tempo de maturação da irterface coração-eletrodo), realizando-se, então, teste de estresse mental (matemático) e teste ergométrico (em esteira), monitorados com histograma de freqüência e com curvas de consumo de oxigênio.Resultados: A média de limiares agudos de estimulação foi de 0,82 Volts e 0,55 Volts, e a média de limiares de sensibilidade foi de 2,37 mV e 10,61 mV, respectivamente, para átrios e ventrículos. A média de limiares crônicos de estimulação foi de 1,44 Volts e 1,18 Volts, e a média de limiares de sensibilidade foi de 2,81 mV e 6,3 mV, respectivamente para átrios e ventrículos. A freqüência cardíaca variou de 5% a 128% nas atividades físicas e de 5% a 80% nas atividades mentais, com elevação logo no início das atividades, permitindo uma curva normal de consumo de oxigênio, comparável à de indivíduos normais de mesma faixa etária, sexo e peso. As médias foram comparadas pelo teste T de Student e as variáveis, pela análise de variância.Conclusão: O sensor de contratilidade cardíaca tem excelente desempenho na adaptação da freqüência cardíaca, com valor semelhante ao produzido pelo sistema nervoso autônomo de indivíduos normais.
Palavra-chave Pacemaker
Heart contractility.
Heart rate
Cardiography
Sensory thresholds
Step test
Multicenter trials
Marcapasso artificial
Contração miocárdica
Freqüência cardíaca
Cardiografia de impedância
Limiar sensorial
Teste de esforço
Estudos multicêntricos
Idioma Português
Data de publicação 1998-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular. Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, v. 13, n. 4, p. 340-350, 1998.
ISSN 0102-7638 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular
Extensão 340-350
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76381998000400008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-76381998000400008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/675

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-76381998000400008.pdf
Tamanho: 568.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta