Depressão, ansiedade e sonolência diurna em cuidadores primários de crianças com paralisia cerebral

Depressão, ansiedade e sonolência diurna em cuidadores primários de crianças com paralisia cerebral

Título alternativo Depression, anxiety and daytime sleepiness of primary caregivers of children with cerebral palsy
Depresión, ansiedad y somnolencia diurna en cuidadores primarios de niños con parálisis cerebral
Autor Marx, Catherine Autor UNIFESP Google Scholar
Rodrigues, Erica Masruha Autor UNIFESP Google Scholar
Masruha, Marcelo Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Vilanova, Luiz Celso Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate depression, anxiety and excessive daytime sleepiness (EDS) levels in primary caregivers of children with cerebral palsy (CCP) and to trace the relationships with their socioeconomic conditions and child neurological characteristics, as compared with caregivers of typical children (CTC). METHODS: 45 CCP and 50 CTC were randomly chosen and answered a semi-structured questionnaire. We evaluated EDS on the Epworth scale. Beck depression inventory (BDI) and the state-trait anxiety inventory (STAI) identified depressive and anxious symptoms, respectively. RESULTS: The majority of subjects were mothers with low socioeconomic level. Self-perception of anxiety and depressive symptoms of CCP were confirmed through BDI and STAI. EDS was statistically related to high levels of depression. Children's disabilities did not influence the results. CONCLUSIONS: Depression, anxiety symptoms and sleep disruption were common in CCP. Child functional level did not influence the results.

OBJETIVO: Evaluar los niveles de depresión, ansiedad y somnolencia diurna excesiva en cuidadores primarios de niños con parálisis cerebral relacionándolos a las condiciones socioeconómicas del cuidador y a las características neurológicas del niño y comparándolos a cuidadores de niños sanos. MÉTODOS: Se incluyeron aleatoriamente en el estudio a 45 cuidadores de niños con parálisis cerebral y a 50 cuidadores de niños sanos, y contestaron a un cuestionario semiestructurado. Se evaluaron los niveles de depresión, ansiedad y somnolencia diurna excesiva mediante las escalas de Beck, ansiedad estado-rasgo y Epworth, respectivamente. RESULTADOS: La mayoría de los entrevistados eran madres con bajo nivel socioeconómico. Los que se autoevaluaron ansiosos y depresivos presentaron resultados comprobatorios de ansiedad y depresión con los inventarios de estado-rasgo y Beck para los cuidadores de niños con parálisis cerebral. Los niveles de somnolencia diurna excesiva estuvieron estadísticamente relacionados a los elevados niveles de depresión. El comprometimiento neurológico de los niños no influenció los resultados sobre los cuidadores. CONCLUSIONES: Depresión, ansiedad y problemas relacionados al sueño son comunes en cuidadores de niños con parálisis cerebral. El nivel de funcionalidad neurológica del niño no influencia los resultados.

OBJETIVO: Avaliar os níveis de depressão, ansiedade e sonolência diurna excessiva em cuidadores primários de crianças com paralisia cerebral, relacionando-os às condições socioeconômicas do cuidador e às características neurológicas da criança e comparando-os a cuidadores de crianças saudáveis. MÉTODOS: 45 cuidadores de crianças com paralisia cerebral e 50 cuidadores de crianças saudáveis foram aleatoriamente incluídos no estudo e responderam a um questionário semiestruturado. Avaliaram-se os níveis de depressão, ansiedade e sonolência diurna excessiva por meio das escalas de Beck, ansiedade estado-traço e Epworth, respectivamente. RESULTADOS: A maioria dos entrevistados eram mães com baixo nível socioeconômico. Os que se autoavaliaram como ansiosos e depressivos apresentaram resultados comprobatórios de ansiedade e depressão com as escalas de ansiedade estado-traço e Beck para os cuidadores de crianças com paralisia cerebral. Os níveis de sonolência diurna excessiva estiveram relacionados a elevados níveis de depressão. O comprometimento neurológico das crianças não influenciou os resultados sobre os cuidadores. CONCLUSÕES: Depressão, ansiedade e problemas relacionados ao sono foram comuns em cuidadores de crianças com paralisia cerebral. O nível de funcionalidade neurológica da criança não influenciou os resultados.
Palavra-chave cerebral palsy
caregivers
depression
anxiety
somnolence
paralisia cerebral
cuidadores
depressão
ansiedade
sonolência
Idioma Português
Data de publicação 2011-12-01
Publicado em Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 29, n. 4, p. 483-488, 2011.
ISSN 0103-0582 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Pediatria de São Paulo
Extensão 483-488
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822011000400003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-05822011000400003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6743

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-05822011000400003.pdf
Tamanho: 386.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta