Ser docente em métodos ativos de ensino-aprendizagem na formação do médico

Ser docente em métodos ativos de ensino-aprendizagem na formação do médico

Título alternativo Teaching through active learning methods in medical training
Autor Almeida, Maria Tereza Carvalho Google Scholar
Batista, Nildo Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Montes Claros
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This study investigates the difficulties and needs relative to the development of teachers who work with active teaching/learning methods in medical education. The research subjects were 115 professors from a state university medicine course who work with problem-based learning (PBL) and problematization and have already performed the various teaching roles proposed. A questionnaire was used to collect data, with statements related to the research theme and analysis of the degree of agreement and/or disagreement, and the data was subsequently systematized, classified, tabulated and arranged in graphs. These data were complemented by semi-structured interviews, the content of which was subjected to thematic analysis. The difficulties identified included the devalued status of teachers, reinforced by a lack of recognition, low salaries and lack of time, since teachers feel forced to take on other jobs besides teaching. In relation to the demands, the interviewees recognized the need to develop their knowledge and teaching practices and highlighted practice as an underlying axis. Another important aspect is the management of medical schools, that has not been professionalized and is not recognized or given due value by the academic community. In this context, evaluation emerges as an important teacher development strategy, as it encourages reflection on their own work, but requires improvements. There is a clear need for personal and institutional investment so as to trigger and support the teacher development process. The result of this research indicates some proposals for teacher development programs to be offered for courses that use active teaching/learning methods in medical training. More studies are required to further the discussion regarding these proposals, since there are numerous interests and major challenges involved in active methods.

Este trabalho mapeia as dificuldades e necessidades relativas ao desenvolvimento docente de professores atuantes em currículos que utilizam métodos ativos de ensino-aprendizagem na formação do médico. Os sujeitos desta pesquisa foram 115 professores do curso de Medicina de uma universidade estadual que trabalham com a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) e Problematização e já desempenharam as diversas funções docentes propostas. Na coleta de dados utilizamos um questionário com assertivas relacionadas à temática pesquisada e análise do grau de concordância e/ou discordância, que foram sistematizadas, classificadas, tabuladas e dispostas em gráficos. Para aprofundar a pesquisa, usamos a entrevista semiestruturada, cujos dados foram submetidos à análise temática. Dentre as dificuldades apontadas, há ênfase na desvalorização docente, reforçada pela falta de reconhecimento, baixos salários e falta de tempo, uma vez que o professor se sente obrigado a assumir outras atividades além da docência. Quanto às demandas, os entrevistados assumem a necessidade de desenvolver seus saberes e práticas em docência e ressaltam a prática como eixo estruturante. Outro aspecto importante é a gestão das escolas médicas, que não é profissionalizada e não é reconhecida nem valorizada pela comunidade acadêmica. Neste contexto, a avaliação surge como uma importante estratégia de desenvolvimento docente, uma vez que estimula a reflexão sobre a própria prática, mas precisa de aprimoramento. Deu-se destaque à necessidade de investimento pessoal e institucional para que haja a indução e a sustentabilidade do processo de desenvolvimento docente. O resultado desta pesquisa aponta algumas propostas para os programas de desenvolvimento docente a serem oferecidos nos cursos que utilizam métodos ativos de ensino-aprendizagem na formação do médico. São necessários outros estudos que aprofundem a discussão destas propostas, uma vez que, nos métodos ativos, múltiplos são os interesses e grandes os desafios apontados.
Palavra-chave Medical Education
Faculty
Problem-Based Learning
Educação Médica
Docência
Aprendizagem Baseada em Problemas
Idioma Português
Data de publicação 2011-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 35, n. 4, p. 468-476, 2011.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 468-476
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022011000400005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022011000400005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6696

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022011000400005.pdf
Tamanho: 286.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta