Dissecção causando estenose de artéria de rim transplantado: diagnóstico por angiografia rotacional tridimensional

Dissecção causando estenose de artéria de rim transplantado: diagnóstico por angiografia rotacional tridimensional

Título alternativo Dissection causing transplant renal artery stenosis: diagnosis by 3D rotational angiography
Autor Abreu-silva, Erlon Oliveira De Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Rodrigo Almeida De Autor UNIFESP Google Scholar
Furini, Fábio Rodrigo Autor UNIFESP Google Scholar
Barbosa, Adriano Henrique Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Alves, Claudia Maria Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Lima, Valter Correia De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo A 47-year-old man diagnosed with stage 5 chronic kidney disease due to polycystic kidneys and on dialysis for five years was submitted to kidney transplantation. During the post-operative period the patient presented with graft dysfunction and uncontrolled hypertension, requiring reintroduction of dialysis. Doppler ultrasound suggested stenosis of the transplant renal artery, which was confirmed by CT angiography. On the 49th day after surgery, 3D rotational angiography of the renal graft artery was performed, showing dissection causing severe stenosis. Angioplasty and stent implantation were successfully performed and the patient no longer requires dialysis and has evolved well in the past six months. Transplant renal artery stenosis is a common complication, and is secondary to atherosclerotic plaque in most of the cases. Screening with Doppler ultrasound and diagnostic confirmation by angiography are the recommended strategies for intervention. Dissection is a possible cause of transplant renal artery stenosis.

Paciente do sexo masculino, com 47 anos de idade, com diagnóstico de doença renal crônica estágio 5 por doença renal policística e em terapia dialítica por cinco anos foi submetido a transplante renal. No pós-operatório, o paciente apresentou disfunção do enxerto e hipertensão não-controlada, havendo necessidade de reintrodução da diálise. Ultrassom Doppler da artéria de rim transplantado foi sugestiva de estenose, e angiotomografia computadorizada confirmou o achado. No 49º dia de pós-operatório, foi realizada angiografia rotacional tridimensional da artéria do enxerto renal e visualizou-se imagem de dissecção causando estenose grave. Foi realizada angioplastia com implante de stent com sucesso e o paciente não mais necessita de diálise e mantém boa evolução do quadro nos últimos seis meses. Estenose de artéria renal é complicação comum, secundária, na maioria das vezes, a placa aterosclerótica. Rastreamento com ultrassom Doppler e confirmação diagnóstica com angiografia são as estratégias recomendadas, visando à intervenção. Dissecção é uma possível causa de estenose de artéria de rim transplantado.
Palavra-chave Kidney transplantation
Dissection
Renal artery obstruction
Angioplasty
Stents
Transplante de rim
Dissecção
Obstrução da artéria renal
Angioplastia
Stents
Idioma Português
Data de publicação 2011-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Cardiologia Invasiva. Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI, v. 19, n. 4, p. 445-447, 2011.
ISSN 2179-8397 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista - SBHCI
Extensão 445-447
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S2179-83972011000400017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S2179-83972011000400017 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6693

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S2179-83972011000400017.pdf
Tamanho: 213.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta