Relative validity of a food-frequency questionnaire developed to assess food intake of schoolchildren living in the Brazilian Western Amazon

Relative validity of a food-frequency questionnaire developed to assess food intake of schoolchildren living in the Brazilian Western Amazon

Título alternativo Validade relativa de um questionário de frequência alimentar desenvolvido para avaliar a ingestão por escolares da Amazônia Ocidental Brasileira
Autor Scagliusi, Fernanda Baeza Autor UNIFESP Google Scholar
Garcia, Mariana Tarricone Google Scholar
Indiani, Ana Luiza Coutinho Google Scholar
Cardoso, Marly Augusto Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo This study aimed to assess the relative validity of a food frequency questionnaire (FFQ) developed to assess food intake of schoolchildren from the Brazilian Western Amazon. The dietary intakes of 61 schoolchildren, aged between six and nine 9 years, were measured using two 24-hour dietary recalls and one FFQ, conducted with the children's, mother or guardians. Validity of the FFQ compared to the mean of the two dietary recalls was assessed using Pearson's correlation coefficient adjusted for attenuation and energy intake, Bland & Altman plots and evaluation of agreement levels between the two assessment methods. Energy-adjusted and deattenuated correlation coefficients ranged from -0.03 for vitamin C, to 0.93 for calcium. The mean coefficient was 0.46. The mean proportion of subjects classified within one quintile by the two methods was 66%. The Bland & Altman plots indicated good agreement for almost all nutrients, with a mean limit of agreement of 108%. These results indicate that, although there was a lack of accuracy for certain nutrients, such as vitamins A and C, the FFQ ensures reliable estimates of intake of most nutrients.

Objetivou-se avaliar a validade relativa de um questionário de frequência alimentar (QFA) desenvolvido para analisar a ingestão alimentar por escolares da Amazônia Ocidental. A ingestão de 61 escolares, com idades entre 6 e 9 anos, foi avaliada por dois recordatórios alimentares de 24 horas e um QFA, aplicados às mães ou cuidadores da criança. A validade do QFA, comparado à média dos recordatórios, foi avaliada pelos coeficientes de correlação de Pearson ajustados pela atenuação e ingestão energética, pelos gráficos de Bland & Altman e pela concordância de categorização entre os métodos. Os coeficientes de correlação, deatenuados e ajustados, variaram de -0,03 para vitamina C a 0,93 para cálcio. O coeficiente médio foi de 0,46. A proporção média de sujeitos classificados dentro de um quintil pelos dois métodos foi de 66%. Os gráficos de Bland & Altman indicaram boa concordância para quase todos os nutrientes, com limite médio de concordância de 108%. Os resultados sugerem que o QFA possui boa acurácia para a maioria dos nutrientes, em nível grupal, mas não para outros como as vitaminas A e C.
Palavra-chave Food Habits
Diet Surveys
Child
Hábitos Alimentares
Inquéritos sobre Dietas
Criança
Idioma Inglês
Data de publicação 2011-11-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 27, n. 11, p. 2197-2206, 2011.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 2197-2206
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011001100013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000297767700013
SciELO S0102-311X2011001100013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6688

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-311X2011001100013.pdf
Tamanho: 103.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta